Tag

cinema

Browsing

O desafio de Guilherme Neder em dar vida ao personagem de Tyrone Power (fotos marquito oliveira)

Um dos clássicos do diretor Billy Wilder, “Testemunha de Acusação” (1957) embarca no projeto “O Fotograma Revisitado”, que traz nossa assinatura. O filme inspirado numa das mais famosas peças teatrais da escritora Agatha Christie trazia no elenco Tyrone Power e uma Marlene Dietrich no auge de sua maturidade. Considerado um dos melhores filmes judiciários de todos os tempos agora ganha uma revisão com a colaboração do scouter e fotógrafo Marquito de Oliveira que traz o esportista e modelo Guilherme Neder no papel de Power. Já o grande desafio é ainda definir quem vai viver La Dietrich. O famoso vestido preto que a atriz usou deverá ser redesenhado pela renomada estilista Oracy Munhoz da Rocha Lacerda. O make up será produzido pelo mestre Viktor I da Vimax Art Hair Beauty. A produção será supervisionada pela ZOLI Eventos exclusivos.

Revisitando um clássico poderoso do suspense do mestre alemão Billy Wilder

 

 

 

 

Depois de estrelar seu maior sucesso de público, “Imitação da Vida” (1959), a atriz Lana Turner continuava em forma. Em 1965 quando os ventos de mudança agitavam Hollywood ela foi convidada pelo diretor Alexander Singer, para o papel principal de “O Amor Tem Muitas Faces”. Rodado em cenários paradisíacos de Acapulco no México, o filme era um misto de drama e policial e Lana mostrava vigor usando figurinos da premiada Edith Head.

 

A nossa eterna Miss Mônica Gulin dá uma repaginada na personagem no ensaio fotográfico que faz parte do projeto “O Fotograma Revisitado” que traz nossa assinatura. Os primeiros ensaios aconteceram no tradicional Clube Curitibano – Sede Concórdia, na lente do fotógrafo Matheus de La Palm. Mônica em total forma física graças a sua atuação como esportista, dá o toque de glamour nos cenários vintage do Clube.

Ao seu lado destilando charme posa o engenheiro Marcos Jacques fazendo sua estréia no universo do cinema.

John Garfield e Lana Turner

O caudaloso romance “The Postman Always Rings Twice” (1934) de James Cain teve várias versões para o cinema. A mais aplaudida é a versão de 1946, dirigida por Tay Garnet e trazia no elenco John Garfield e Lana Turner. Uma história de traição, ganância e crime e considerada uma das 100 melhores histórias pela Modern Library’s. Um clássico do cinema “Noir” agora entra para o projeto “O Fotograma Revisitado 2021”, que traz nossa assinatura. Para viver o papel de Garfield  foi selecionado o modelo e  estudante de Teatro na PUC (Grupo de teatro Tanahora, dirigido por Chico Nogueira)  Vinicius Coutinho enquanto o papel de Turner está indefinido ainda. A produção será da ZOLI Eventos Exclusivos. O ensaio fotográfico está previsto para o primeiro semestre de 2021.

Vinicius Coutinho vai dar vida ao “angry man” John Garfield

O programa “Cinemaskope, A Maravilhosa Música do Cinema” que vai ao ar neste domingo (29) às 22 horas pela Paraná Educativa FM 97.1 traz a trilha sonora o drama de Elia Kazan, “Boneca de Carne (Baby Doll) (1956), um triunfo na carreira da atriz Carroll Baker com roteiro de Tennessee Williams. A música foi composta pelo jazzista Kenyon Hopkins. Uma homenagem a performer, youtuber, produtora musical Bibi Baby Doll. No momento ela faz parte do elenco do curta de sci fi “Cronômetro” produzido por alunos do Curso de Cinema do Centro Europeu. Confiram também a crônica cinematográfica de Ricardo Klass que vai falar sobre a cantora ativista Nina Simone.

Serviço:

Cinemaskope, a Maravilhosa Música de Cinema

Trilha sonora do drama “Boneca de Carne”, com músicas criadas por Kenyon Hopkins

Paraná Educativa FM 97.1

Dia 29/11/220  –  22 horas

Produção: Tiomkim

Colaboração: Ricardo Klass

Edição: Joaci Santos

Apoio cultural:  ZOLI Eventos Exclusivos

Em 2057 a população mundial chega a 12 bilhões de habitantes. Para resolver uma crise de recursos sem precedentes é criado O Cronômetro, um sistema que regula o tempo de vida de cada indivíduo através de um esquema de seleção implacável.

Com esse enredo de ficção científica, um dos gêneros mais amados pelo público, os alunos do Curso de Cinema Centro Europeu estão desenvolvendo um dos raros filmes de ficção científica feitos no Paraná. O trabalho é resultado do método de ensino do curso, que dá grande destaque para a realização prática. Estudando disciplinas relacionadas a todas as áreas da criação audiovisual os alunos desenvolvem diversos projetos, orientados em sala de aula e nos sets de filmagem por profissionais de sucesso em suas áreas.

Da esquerda para a direita Antonio Pereira( diretor), Vinicius Coutinho( ator), Jess Souza( atriz), Luigi Nones, (diretor) e Rafa Muniz,( roteirista).

O roteiro de “Cronômetro” foi escrito por Rafa Muniz e a direção está a cargo de Luigi Nones e Antonio Pereira. Um dos destaques do elenco é o ator Vinicius Coutinho, do grupo de teatro Tanahora, da PUCPR, um dos mais tradicionais do estado que tem a coordenação do diretor de teatro e ator Chico Nogueira.

Para criar uma atmosfera futurista cyberpunk foram criados cenários especiais pelo artista plástico Luiz Gustavo Moreira, computação gráfica a cargo da designer Bruna Faccin e aplicadas técnicas de holografia.

A transgressora e performática Bibi Baby Doll

 

CRONÔMETRO – FICHA TÉCNICA

Roteiro: Rafa Muniz

Elenco: Vinicius Coutinho, Jess Souza, Lamis Taouil Bedewi

Direção: Luigi Nones e Antonio Pereira

Assistente de direção: Rafa Muniz

Produção Executiva: Duda Miler

Direção de Produção: Leandro Cavassin Neto

Assistente de produção: Layne Barbosa

Direção de Fotografia: Aléxia Sts

Operação de câmera: Lucca Vianna

Assistente de Câmera: Beca Blanda

Operação de som: Luciano Paquet

Direção de arte: Anna Coelho

Edição: Luigi Nones

Edição de som: Thomas Bandres

Platô: Micael Giovanny

Estão iniciando os testes para o projeto fotográfico/livro “O Fotograma Revisitado 2021” de nossa autoria. Na lente primorosa  de Matheus de La Palm, o ator e modelo Marinho Valente revive George Peppard e a modelo Julia Dallabona vive Carroll Baker. Cena extraída de “Os Insaciáveis ” (1964), de Edward Dmytryk. Para dar mais charme a cena foram utilizados figurinos do Museu da Moda Ney Souza. A cena será finalizada com a supervisão da jornalista Camila Gino, que vai incluir um cenário criado por arquiteto de renome de Curitiba. A produção final será da ZOLI Eventos Exclusivos.

 

A atriz Rhonda Fleming faleceu na semana que passou aos 97 anos de idade. Ruiva e de lindos olhos azuis viveu papéis de ação, faroeste e dramas épicos. Um fato curioso é que ela esteve em Jacarezinho, interior do PR em 1964, participando de uma produção americana, que no Brasil chamou-se de “Pão de Açucar”. Ela veio acompanhada do ator Rossano Brazzi e de atores brasileiros como Odete Lara. O programa “Cinemaskope A Maravilhosa Música do Cinema, que vai ao ar neste domingo (25) as 22hs pela FM 97.1 Paraná Educativa traz com  exclusividade “As Canções de Rhonda Fleming”. O programa também traz “As Crônicas Cinematográficas de Ricardo Klass”. Edição Joaci Santos e apoio cultural da ZOLI Eventos Exclusivos.

O Cineclube Aurora, iniciativa que acontece no Museu da Imagem e do Som-PR, pensada com o intuito de não apenas dar visibilidade, mas também pensar e debater a produção cinematográfica do Paraná, passará a trazer, a partir desta quinta-feira (13), de modo intercalado e ainda remoto devido à pandemia de Covid-19, dois tipos diferentes de conteúdo.

O primeiro deles é o Auroracast, um podcast sobre cinema e temas análogos, com prévia no Instagram e episódio completo nas plataformas YouTube e Spotify. O primeiro episódio vai ao ar já nesta quinta-feira, às 17 horas, com um comentário sobre o Ciclo de Curtas-metragens Paranaenses da Década, realizado no primeiro semestre de 2020.

O segundo tipo de conteúdo é intitulado Filme da Quinzena. A exemplo do último ciclo do Aurora, o quarto de sua existência, sempre será programado um comentário e um filme do Paraná, sugerido por nossa curadoria, com link para visualização. Desta vez, serão discutidos títulos de todas as épocas e durações, sem um recorte específico.

Para os curadores do cineclube, Tomás van der Osten, Cristiane Senn e William Biagiolli, é essencial ver, conhecer e reconhecer o que está sendo produzido para que haja curadoria, crítica, pesquisa, produção, preservação. Longe de procurar algum tipo de identidade, o acesso é o primeiro passo para fortalecer a cena cinematográfica paranaense como um todo.

O recém-encerrado Ciclo nº 4 do Cineclube Aurora, realizado por inteiro virtualmente, trouxe muitos filmes e muitas surpresas. Desde o dia 28 de abril, o Aurora, em seu Instagram @cineclubeaurora, realizou uma série de publicações, sempre às terças, como um convidado comentando sua lista de 5 a 10 melhores curtas-metragens da década. Nas quintas, foi publicado um filme da escolha dos curadores, também com comentários. Esse ciclo, que terminou no último dia 6 de agosto, trouxe 14 pessoas da área audiovisual + suas listas, 15 filmes escolhidos pelos curadores com link para visualização, gerando um total de 84 produções mencionadas e trazidas à luz. Até o instante deste texto foram mais de 8.000 visualizações dos vídeos do IGTV.

Serviço –

Auroracast: podcast sobre cinema e temas análogos, com prévia no Instagram @cineclubeaurora, dia 13, às 17h, e episódio completo nas plataformas YouTube e Spotify.

Filme da Quinzena: conteúdo publicado semanalmente, às quintas-feiras, de forma intercalada com o Auroracast, e que poderá ser conferido sempre no Instagram @cineclubeaurora.

Foco do curso, ministrado pelo crítico e pesquisador Sérgio Alpendre, é o trabalho brilhante e polêmico do artista como diretor – que deu ao cinema clássicos modernos como “Menina de Ouro”, “As Pontes de Madison” e “Os Imperdoáveis”

Pesquisador e professor de cinema, o crítico Sérgio Alpendre realiza, a partir de 6 de agosto, um curso online sobre a obra completa do diretor Clint Eastwood, que acaba de completar 90 anos ainda em plena atividade.

Uma parceria com a Escola Cultural Petrópolis, o curso se estenderá por quatro encontros, numa carga horária total de 10 horas.

Quando: de 6 a 27 de agosto, sempre às quintas-feiras, das 19h às 21h30.

Quanto: R$ 120, o curso todo, ou R$ 40 por aula avulsa.

Onde: plataforma online Zoom.

Inscrições pelo e-mail escolaculturalpetropolis@gmail.com

Ou pelo telefone/whatsapp (24) 99314-5999.

O CURSO

O conteúdo tem foco na carreira de Clint Eastwood especificamente como diretor (o artista também é um dos atores mais consagrados do cinema), desde sua estreia na direção, em 1971, com “Perversa Paixão”, até seu último filme, de 2019, “O Caso Richard Jewell”.

Primeira aula:

Tratará do despertar desse trabalho como diretor, numa fase em que o artista ainda era influenciado pelos filmes policiais de Don Siegel os westerns de Sergio Leone – e também do desenvolvimento de um estilo próprio. Haverá um mergulho mais profundo nos filmes “O Estranho Sem Nome” (1973), “Josey Wales, O Fora da Lei” (1976) e “Bronco Billy” (1980).

Segunda aula:

Sérgio Alpendre explicará a fase em que Eastwood desenvolve uma “consciência de estar no mundo” em seu cinema, com filmes sobre melancolia, obsessão e seu amor à música – que tem como expoente “Bird” (1988), a cinebiografia do revolucionário do jazz Charlie Parker.

Terceira aula:

É o que o pesquisador considera a fase de ouro do diretor, nos anos 1990. Foi quando ganhou Oscar de Melhor Filme e Direção por “Os Imperdoáveis” (1992) e fez uma delicada investigação da sensibilidade feminina em “As Pontes de Madison” (1995).

Quarta aula:

Será apresentada a fase madura de Clint Eastwood, ainda no ápice da forma, como em filmes premiados como “Sobre Meninos e Lobos” (2003) e “Menina de Ouro” (2004) – outra obra, aliás, que lhe rendeu um Oscar de Melhor Filme. Essa aula ainda tratará das produções que lidam com o ponto de vista do autor sobre a guerra (“A Conquista da Honra”, “Cartas de Iwo Jima”, “Sniper Americano”) e sua voz contra o preconceito (“Invictus”, “Gran Torino”).

Todas as aulas terão exibição de trechos de filmes essenciais dos períodos comentados.

CLINT “CANCELADO”?

O professor Sérgio Alpendre lembra que Clint Eastwood costuma ser vítima de uma sensibilidade atual que varre para debaixo do tapete as ambiguidades e complexidades do ser humano e de uma obra de arte. Daí, ele e alguns de seus filmes serem atacados, às vezes, como se tendo referências racistas, belicistas e reacionárias. Injustiças de uma moda do “cancelamento de personalidades”, que um olhar mais atento a seus filmes negará, segundo Alpendre.

“Clint Eastwood se apoia na complexidade do ser humano e nas contradições de suas ações porque sabe que a melhor arte é ambígua”, explica o crítico.

Sérgio Alpendre ressalta que a proposta do curso, no entanto, não é explorar as declarações polêmicas ou o posicionamento político do artista americano. “Interessa-nos, antes, pensar em seus filmes, no que eles nos dizem. Um cinema marcado pela crença no indivíduo e por um humanismo que parece não existir mais.”

O PROFESSOR

Crítico de cinema, pesquisador, curador e jornalista, Sérgio Alpendre escreve críticas de filmes para a Folha de S. Paulo desde 2008, entre outros veículos de comunicação, como UOL, Bravo, Revista E, Contracampo e Cineclick. Foi fundador e editor da Revista Paisà, publicação impressa de cinema (2005 a 2008), e atualmente edita a Revista Interlúdio (www.revistainterludio.com.br).

Doutor em Comunicação/Cinema pela Universidade Anhembi-Morumbi, é mestre em Meios e Processos Audiovisuais pela ECA – USP.

Participa de seleções e júris em festivais, além de ministrar cursos de história do cinema e oficinas de crítica por todo o Brasil.

Como voltaremos a frequentar salas de cinema?

Como a realidade de uma pandemia pode afetar o desejo pela experiência coletiva do cinema?

Como serão os novos hábitos em salas de cinema?

Num possível horizonte de retomada das atividades culturais, muitas questões povoam o imaginário dos frequentadores de cinema.

Enquanto a sala representava o escuro necessário para a imersão e entrega diante de uma experiência estética construída em comunhão,

15/7 – quarta, às 20h

youtube.com/cinesesc

bate-papo (live)

 

Os convidados para o bate-papo serão o psicanalista Christian Dunker e a crítica de cinema Maria do Rosário Caetano; o jornalista Sandro Macedo fará a mediação.

Christian Dunker –

Psicanalista, Professor Titular do Instituto de Psicologia da USP junto ao Departamento de Psicologia Clínica. Obteve o título de Livre Docente em Psicologia Clínica após realizar seu Pós-Doutorado na Manchester Metropolitan University. Possui graduação em Psicologia, mestrado em Psicologia Experimental e doutorado em Psicologia Experimental pela Universidade de São Paulo.

Maria do Rosário Caetano-

Jornalista, escritora e crítica de Cinema.

 

Sandro Macedo

Jornalista, editor do Guia da Folha.

 

 

CINEMA DA VELA

Os tradicionais encontros mensais no CineSesc com cineastas, artistas, pesquisadores e críticos, que discutem os rumos do cinema durante o tempo do queimar de uma vela, ganham sua versão online. A partir do mês de julho, os bate-papos serão feitos em formato de lives e transmitidos simultaneamente pelo canal youtube.com/cinesesc.

 

Uma homenagem ao grande mestre das trilhas sonoras Ennio Morricone com apoio cultural da ZOLI Eventos Exclusivos.

Ennio Morricone (1928-2020) foi um dos últimos grandes mestres das trilhas sonoras. Com mais de 50 anos de carreira compôs aproximadamente 400 peças musicais. Recebeu Oscar Honorário em 2007 e em 2016 o Oscar de Melhor Trilha Sonora por “Os Oito Odiados”, de Quentin Tarantino. Com uma carreira premiadíssima será sempre lembrado pela sua parceria com o cineasta italiano Sérgio Leone, criando clássicas composições para os western spaghetti “Por Um Punhado de Dolares”, “Por Uns Dólares a Mais” e “Três Homens em Conflito”, cujo tema é a marca de abertura dos shows da banda de rock Metallica.

O programa “Cinemaskope, A Maravilhosa Música do Cinema”, que vai ao ar neste domingo (12) às 22 horas na 97.1 FM Paraná Educativa presta homenagem ao mestre Ennio Morricone trazendo as trilhas sonoras de “Um Verão com Você” (1969), de Renato Castellani, “Investigação Sobre Um Cidadão Acima de Qualquer Suspeita” (1970), de Elio Petri e “Era Uma Vez no Oeste” (1968), de Sérgio Leone.

foto pedro nossol

O programa Cinemaskope, A Maravilhosa Música do Cinema chega aos 25 anos no ar, sempre trazendo o melhor das trilhas sonoras do cinema mundial

Tudo começou de maneira tímida e discreta há 25 anos atrás quando o programa radiofônico “Cinemaskope, A Maravilhosa Música do Cinema” iniciava sua trajetória nas ondas da Rádio Educativa do PR  Eu era o produtor, pesquisador e apresentador ainda sem muito traquejo. Era um programa único especializado em trilhas sonoras cuja coleção de vinil havia começado pelas mãos de meu pai, o maestro Osval e que semanalmente era tocada no ar, que incluía Henry Mancini, Francis Lai, Michel Legrand, Mario Nascimbene, Enio Morricone, entre outros. O programa era editado pelo competentíssimo técnico Joaci Santos, que pasmem, me acompanha até hoje. Quando o programa já tinha um ano de existência eu já tinha o apoio do Museu da Imagem e do Som do PR e um colaborador entusiasmado que apresentava o programa. Seu nome era Márcio Veiga da Costa, professor de cinema, atualmente lecionando em Joinville. Certo dia o programa já começava a ter sua audiência solidificada quando para nossa surpresa a RPCTV veio fazer matéria e conseguimos uma pauta na edição nacional do programa “Bom Dia Brasil”, da Rede Globo. Aquilo foi um grande incentivo e começamos então a incluir entrevistas com personalidades da área cultural. Foi com grande alegria que nesses 25 anos  trouxemos nomes como : Alice Ruiz, Anita Zippin, Fernando Severo, Lilyan Vargas, Maria Inês Borges da Silveira, Tulio Viaro, Ney Souza, Francisco Sandman, Alana Ferri, Leila Pugnaloni, Zilda Fraletti, Cristiane Lissoni, Celso Coppio, Lorena Schwartz, Jefferson Manoel, Bruno Barros, Sheila Rigler, Rosângela Rosa, Sabine Villatore, Ale Maya, Andréia Caldani, Luciano Coelho entre outros. Outra colaboração importante que tivemos foi quando Chico Nogueira, então Diretor do Museu da Imagem e do Som apresentou ocasionalmente o programa por uma temporada. Atualmente o programa conta com outro colaborador talentoso, o  escritor Ricardo Klass que semanalmente traz crônicas cinematográficas sobre todos os períodos da história do cinema. Quero agradecer aqui os jornalistas e colunistas: Sandro Moser, Guilherme Grandi, Reinaldo Bessa, Wesley Cunha, Diogo Cavazotti, Iria Braga, Zeca Leite, Leonardo Coleto, Paulo Camargo, Tatiana Nasser, Marialda Pereira, Marcia Toccafondo que citaram nosso programa nessa trajetória sonora. Agradecimento especial ao fotógrafo e jornalista Matheus de La Palm que me inspira.

De Tom Jobim a John Williams. De Riz Ortolani a André Previn. De Miklos Rosza a Bernard Hermann. De Jerry Goldsmith a Alex North. De Nino Rota a James Horner. Acompanhado dessa turma maravilhosa continuamos rumo a mais 25 anos todos os domingos às 22 horas na FM 97.1 Paraná Educativa. Edição de Joaci Santos. Colaboração de Ricardo Klass . Apoio cultural da ZOLI Eventos Exclusivos.

Cinemaskope, A Maravilhosa Música do Cinema. Produção e apresentação de Tiomkim.

( design/arte fernando helfenstein)

A apresentadora da TNT e Youtuber Fernanda Soares, do canal Hollywood Forever TV e Tretas TNT, irá analisar como a cultura pop, juntamente com a democratização do consumo e produção audiovisual, através de plataformas como o Youtube influenciaram e transformaram  a linguagem do audiovisual, assim como discorrer sobre as múltiplas formas e possibilidades de se pensar o audiovisual contemporâneo através da cultura pop e da cultura de massa jovem. O curso abordará: a ascensão da cultura de reviews no YouTube e seu impacto na indústria cinematográfica, a influência da internet e sua evolução na linguagem audiovisual, a música pop no audiovisual, o surgimento da MTV e YouTube: seus impactos na linguagem cinematográfica e linguagem audiovisual para lives – NEXT FRONTIER.

LINK PARA O CURSO

A professora, Fernanda Soares, é formada Comunicação Social com Habilitação em Cinema pela FAAP, foi diretora e roteirista do canal no YouTube OK!OK!, espécie de “TMZ” brasileiro. Também trabalhou como chefe de pauta do Morning Show na Rede TV, foi diretora do Acesso MTV, repórter da Rolling Stones Brasil e da Revista Caras. Atualmente Fernanda trabalha como apresentadora e roteirista dos programas Tretas TNT, Girl Power x Mundo Treta TNT, e ainda é Youtuber para o canal Hollywood Forever TV.

O curso acontecerá no período noturno e tem seu início marcado para o dia 09/06.

Sobre o InC:

O Instituto de Cinema é uma das mais reconhecidas escolas de cinema e audiovisual do país. São mais de 100 especialistas do mercado oferecendo 130 cursos diferentes para quem quer se profissionalizar ou aperfeiçoar seus conhecimentos em cinema e audiovisual. Além dos cursos, O InC realiza eventos gratuitos, não restritos a seus alunos.

Curso: Cinema, YouTube e Cultura Pop online – AO VIVO com Fernanda Soares

Início: 09/06/2020

Duração: 5 encontros, Online AO VIVO

Carga horária: 15 horas

Investimento: R$ 600,00 à vista, ou 4x de 150,00

Inscrições: https://institutodecinema.com.br/curso/cinema-youtube-e-cultura-pop-online-ao-vivo-com-fernanda-soares/noite

Will Cordeiro usa figurinos do Museu da Moda Ney Souza

texto e fotos matheus de la palm

À medida que venho aprofundando meus estudos e trabalho, tenho gostado cada vez mais de trazer elementos de épocas passadas para ambientar as cenas que crio, seja na fotografia ou no audiovisual.
.
Para esse momento do ensaio, escolhi alguns exemplares do primeiro periódico brasileiro sobre cinema, “A Scena Muda”, que circulou no país de 1921 até 1955 – vários deles conservados no acervo de Tiomkim que foi fundamental para essa produção.
.
Na capa, Bebe Daniels, atriz e produtora estadunidense que ficou famosa em Hollywood quando criança, nos anos 10 e 20. Posteriormente fez sucesso no rádio e na TV inglesa. Estampou diversas capas de “A Scena Muda”, inclusive a primeira em 31 de março de 1921.

O cinema adaptado que você pode assistir com a família dentro do carro

Respeitando o isolamento social proposto para barrar o contágio do COVID- 19, muitas pessoas estão permanecendo em casa e às vezes o tédio pode surgir. A cultura tem andado de mãos dadas com todos, nos momentos de diversão e lazer, assistir a filmes, séries, ler um livro, escutar música etc., se tornaram as maiores ferramentas para passar as horas em casa.
Motivados com a ideia de poderem ser uma ferramenta de lazer, bem estar e entretenimento, respeitando a saúde de todos, três empresários com experiência em eventos, de Curitiba e região, estão à frente do projeto chamado Autocine Show. Um cinema adaptado para carros, para levar a família e os amigos, com protocolos específicos e direcionado para o momento de pandemia.
A possibilidade de poder criar um momento de interação respeitando ao isolamento, afinal o único contato que as pessoas terão, será com a família no próprio carro ou na hora de utilizar o sanitário, que será controlado. O projeto foi idealizado para diversão de todos, podendo inclusive, o telespectador levar o seu pet para assistir a sessão.
A inauguração acontecerá já nesta semana, no dia 28 de maio sexta-feira, contando com duas sessões às 18h e às 20h30. No sábado dia 29 e domingo 30 haverá três sessões às 18h, 20h30 e 23h.
Visando maior conforto e segurança a todos, o contato será mínimo e os ingressos que terão valor de R$ 50,00 + taxa administrativa por carro, serão disponibilizados no site – www.autocineshowoficial.com.br – , evitando assim as aglomerações. O controle será feito com QRcode, com demarcação das vagas.
Será passado no telão antes das sessões, as medidas de segurança a serem realizadas, protocolos para o uso dos sanitários, emergências e uso de máscaras no local, bem como, será realizada a medição de temperatura de todos antes de entrarem no recinto. Estarão presentes uma equipe de segurança profissional acompanhados de um consultório ambulatorial.
Não serão comercializadas comidas e bebidas no local, é uma oportunidade para você realizar um pick nick privado com a sua família e poder levar o que mais gosta.
A localização será em meio a natureza, com fácil acesso, o cenário se torna surpreendente e inovador. Com aproximadamente 30 mil m²de área total, sendo 10 mil m² somente de estacionamento, o Autocine Show será realizado em Colombo na Rua Pedro Zanetti 316.
O espaço contará com um sistema de som diferenciado, com subwoofer estrategicamente posicionados, sistema de transmissão a rádio FM, e uma tela de mais de 12 metros, o limite de pessoas dentro do carro é de até quatro, para uma melhor experiência.
Corra e garanta o seu ingresso! Não fique de fora deste evento que promete, vamos resgatar os velhos tempos e viver essa experiência juntos com segurança?
Serviço: Autocine Show
Cinema em drive in
Inauguração: dia 28 de maio
Horário: às 18h e às 20h30
Endereço: R. Pedro Zanetti – Canguiri, Colombo – PR, 83412-585
Compra dos ingressos: www.autocineshowoficial.com.br
Email contato@autocineshowoficial.com.br

foto matheus de la palm

O agente mais famoso do cinema, James Bond – 007 está de volta num revival de “O Satânico Dr. No”

Uma das cenas mais antológicas do cinema, a aparição de Ursula Andress saindo do mar em “O Satânico Dr. No” (1962) está sendo produzida para O Fotograma Revisitado 2020. A produção acontece em Jurerê Internacional na lente da competente fotógrafa Isis Lacombe. Quem vive a cena é nossa eterna Miss Mônica Gulin num revival cinematográfico digno de um filme de James Bond. Na época do lançamento o famoso biquini de Ursula ganhou as paradas de sucesso. Em tempos de pandemia o projeto está sendo executado com orientações à distância, mas sem perder o charme.

 

O isolamento social devido ao coronavírus atingiu em cheio o setor de cultura e entretenimento que repentinamente teve que adiar shows, festas, festivais e outros eventos culturais.

Além dos reflexos econômicos, o isolamento está provocando problemas emocionais em muitas pessoas que não encontram uma alternativa segura de lazer. Para amenizar essa situação, surge uma nova possibilidade de entretenimento com toda segurança e normas de proteção que o momento exige.

Com mais de 20 anos de experiência no setor, a Live Curitiba está lançando um programa de eventos culturais em espaço aberto, o Somos+Curitiba. Um local para ofertar entretenimento onde as pessoas assistirão, de dentro de seus carros, a filmes, lives, stand-up comedy, reprises de jogos de futebol e shows que acontecerão no palco da Live Curitiba com transmissão simultânea em um telão externo de 80 metros quadrados, com led para apresentações diurnas e noturnas.

Todo o espaço será ambientado com luzes e temas de acordo com a atração tornando o evento uma grande experiência. O áudio das exibições chega até os carros via rádio FM.

Serão eventos diários diurnos e noturnos. As sessões da tarde serão mais voltados às famílias com crianças e algumas sessões com cunho social para arrecadação de alimentos e outros itens para entidades que ajudam pessoas carentes que estão sofrendo por conta do coronavírus. Os profissionais da Saúde serão beneficiados com algumas sessões exclusivas e terão direito a Combos de Pipoca.

A inauguração do Somos+Curitiba acontece no dia 28 de maio (quinta-feira) com exibições de filmes que marcaram história no cinema; “Meu Malvado Favorito” (16h), “The Post – A Guerra Secreta” (19h) e Cassino (21h50) . A programação completa está no site www.somosmaiscuritiba.com.br

Os ingressos serão vendidos exclusivamente pela internet no site: www.diskingressos.com.br a partir do dia 21 de maio e a programação está disponível no www.somosmaiscuritiba.com.br

Localizado na Live Curitiba, no Portão, o Somos+Curitiba terá 100 banheiros e quatro saídas para dar mais tranquilidade, conforto e segurança ao público.

As normas e os cuidados

SOMOS+CURITIBA realizou, e mantém atualizado, um consistente estudo técnico sobre todos os riscos envolvidos no processo, de modo a garantir a segurança de colaboradores e de participantes dos eventos e atividades culturais que serão realizadas.

1. No mesmo veículo somente pessoas que moram juntas;
2. Todos os participantes devem usar máscaras, durante todo o período em que estiverem no local;
4. É proibido sair dos veículos, salvo no caso de necessidade de uso de banheiro, o que ocorrerá de acordo com as normas estabelecidas;
3. Os veículos devem ser estacionados nos locais indicados, guardando o distanciamento mínimo necessário;
4. Em caso de necessidade os colaboradores da LIVE CURITIBA devem ser chamados com o uso das lanternas de alerta dos veículos.

Serviço

Somos+Curitiba – Rua Itajuba 123 – Bairro Portão

www.somosmaiscuritiba.com.br

Vendas Ingressos

https://www.diskingressos.com.br

O filme de Adriano Rattmann e Cauê Serur, “Alex Câmera 10”, mostra o retorno do atleta ao Brasil em 2012 após oito anos jogando em Istambul na Turquia

No mesmo tempo de uma partida de futebol, 90 minutos mais os acréscimos, o documentário “Alex Câmera 10” chega às plataformas de VOD (Video on Demand) mostrando a carreira do jogador Alex, ídolo no Palmeiras, Cruzeiro, Coritiba e no Fenerbahçe, da Turquia.

O filme já está disponível nas plataformas Amazon, Google Play, Now, iTunes, Vivo Play e em breve Looke com distribuição digital da O2 Play.

 

“Alex Câmera 10” foi lançado em outubro de 2019 no estádio Couto Pereira, em Curitiba, com a presença de duas mil pessoas. Em seguida foi exibido nos cinemas em seis capitais: Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília.

A produção teve início quando Alex decidiu retornar ao Brasil em 2012, depois de oito anos reinando em Istambul, onde se tornou o maior jogador estrangeiro da história do país.

“Quem esteve na Turquia já se deparou com cenas curiosas quando diz que é do Brasil. Não tem um turco que não cite o nome de Alex, como a maior referência do país. Então, quando ele resolveu retornar, sentimos que era o momento de filmá-lo para que os turcos pudessem ver como seria o canto do cisne do ídolo, mas também para documentar com imagens e depoimentos a carreira de um dos maiores camisas 10 de todos os tempos”, explica o roteirista e diretor executivo do filme, Adriano Rattmann.

“Alex Câmera 10” acompanha o jogador durante os dois últimos anos da carreira com imagens de dentro e fora de campo; vai até Istambul gravar cenas e depoimentos de fãs, acompanha homenagens recebidas no Cruzeiro e Palmeiras em sua despedida dos gramados e entrevista alguns dos maiores nomes do futebol e do jornalismo esportivo brasileiro como Zico, Pepe, Marcos, Evair, Juca Kfouri, entre outros.

“O filme é um presente ao Alex e ao futebol brasileiro reunindo grandes personagens e com uma forma diferente de contar uma boa história”, disse Cauê Serur, diretor.

A distribuição do filme “Alex Camera 10” teve investimento do FSA/BRDE/Ancine e Estado do Paraná.

Ficha Técnica:

“ALEX CAMERA 10 – Turquia ao Brasil, a Despedida do Futebol” – direção de Adriano Rattmann e Cauê Serur (90 minutos)

Distribuição – Moro Filmes

Distribuição digital – O2 Play

Preços nas plataformas

Vivo – R$ 9,90 aluguel

iTunes – R$ 14,90 compra | R$ 7,90 aluguel

Google Play – R$ 14,90 compra | R$ 6,90 aluguel

NOW – R$ 14,90 aluguel

Amazon – apenas para assinantes

Classificação livre

Sobre a Distribuidora

A O2 Play é dirigida por Igor Kupstas sob a tutela de Paulo Morelli, sócio da O2 Filmes, e faz parte do grupo O2, que tem como sócios também o cineasta Fernando Meirelles e a produtora Andrea Barata Ribeiro. Em atividade desde 2013, a O2 Play se diferencia das demais distribuidoras por trabalhar além do cinema, TV e vendas internacionais, o VOD (Video on Demand), como uma distribuidora digital. Possui contratos com plataformas como o iTunes, Google Play, Netflix, NOW, Claro Vídeos, Vimeo, ofertando além de conteúdos longa-metragem e seriados também serviços de delivery (Encoding).

A O2 PLAY realiza a distribuição digital e encoding para dezenas de títulos e séries, além de vendas para TV e mercado internacional. Tivemos oito longas escolhidos pela Apple dentre “Os Melhores Filmes do Ano” entre 2014 e 2016.