Cultura

Um mestre e seu discípulo

Pinterest LinkedIn Tumblr

 

Um dos grandes desafios da segunda fase do projeto  “O Fotograma Revisitado” é  recriar novos autores cinematográficos e ainda  descreve los em textos para 2 volumes. O primeiro a ser viabilizado no final de 2020 e o outro em 2021. “A chama segue viva” comentou o jovem cineasta Francisco Sandmann ao celebrar idade nova no último dia 04 de abril, mesma data de nascimento de seu mestre Andrei Tarkvoski. Ele vai enfrentar o desafio de recriar em imagens o filme de estréia de Tarkovski, “A Infância de Ivan” (1962). O filme ganhou o Leão de Ouro em Veneza em 1962 e encantou público e crítica. Um poema de guerra sob a ótica de uma criança. Sandmann já tem em mente como vai ser a execução do trabalho. É esperar para ver. E me veio a mente uma das frases que mais gosto de Tarkovski. “A arte em si é uma negação da morte. Então ela é otimista, mesmo que no fim das contas, o artista seja sempre trágico “.

Comentários estão fechados.