Tag

lapa

Browsing

A Prefeitura da Lapa e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico através do Museu da Moda Ney Souza promovem o lançamento do livro de Adriana Sydor ” Sete Confissões Capitais e Outros Pecados”, com mostra fotográfica de Victor Sálvaro. Fotos de Lu Salvaro. Beleza de Wagner Stope e Arte de Eduardo Milek. O evento acontece neste sábado às 16 hs no Museu da Moda Ney Souza, no calçadão do Centro Histórico, na tradicional e histórica Lapa-PR. Citada pelo jornalista Aroldo Murá “O livro de Sydor revelou-se-me, antes de tudo, confissões de uma mulher inteligente, dominando bom texto’. Eu tenho pouco a acrescentar sobre essa mulher tímida, de rosto anguloso que lembra a atriz Lauren Bacall. Ela esconde um vulcão literário dentro do peito que merece ser implodido. E hoje vamos celebrar seu talento e sua prosa e também seu mistério que cerca seus olhos sedutores, com uma pitada de melancolia.

A escritora Adriana Sydor e o advogado Alexandre Zipperer no ensaio “Palavras ao Vento”, com figurinos do Museu da Moda Ney Souza, jóias Rodrigo Alarcon e produção visual de Raul  Kruger . Lente de Matheus de La Palm

 

As chamadas field trips, viagens curtas que tiram os estudantes do ambiente da sala de aula e levam a uma experiência em campo, acontecem a cada seis meses na Tea Time Inglês para Maiores de 50. Em maio, o destino foi a Lapa, município da Região Metropolitana, distante 62 quilômetros de Curitiba.

 

O programa sempre acontece em locais próximos de Curitiba, com parceria de agências especializadas acompanhados de guia registrado pelo Ministério do Turismo. São momentos de imersão para que os alunos compreendam e se façam compreender no idioma, independentemente do nível em que estão.

 

A Lapa é uma das mais relevantes cidades do Paraná em função de sua importância histórica. O município foi ponto de parada dos tropeiros que seguiam para o Sul de São Paulo, nos séculos 18 e 19, daí sua tradição em bem receber quem vem de fora. Além disso, o famoso Cerco da Lapa – grande batalha entre tropas revolucionárias rio-grandenses e forças republicanas – episódio considerado um dos mais importantes acontecimentos militares, dentro das revoluções latino-americanas, contribuiu para a consolidação da República no Brasil.

 

Toda esta história recheada de informações, registros e passagens curiosas foi apresentada aos alunos numa visita guiada traduzida em inglês. A equipe de professores da escola que acompanha as pequenas viagens é especialmente treinada e fala em inglês durante todo o tempo, além de estimular a interação do grupo no idioma estrangeiro.

 

Mesmo com os guias falando em português, as professoras traduzem simultaneamente a conversa para o inglês. “Isso nos faz pensar em inglês e perceber a construção das frases e facilita o aprendizado do vocabulário”, disse Ayrton de Andrade Jr, aluno da Tea Time que participa das field trips. Para ele, as atividades são prazerosas, divertidas, educativas e ajudam no entendimento do idioma.

 

A metodologia da escola foi desenvolvida para o público maduro, que busca formas de se comunicar em viagens para fora do país e no dia a dia. As avaliações são diferenciadas, dispensa provas e privilegia as capacidades individuais.

 

Tea Time – Inglês para Maiores de 50 anos

Assessoria de imprensa

Isabela França Comunicação

Isabela França/Denise Becker

41 3076 9681

41 99117 0505

41 99261 9099

isabela@isabelafranca.com.br

denise@isabelafranca.com.br

www.facebook.com/isabelafrancacomunicacao

www.isabelafranca.com.br

A homenagem faz parte da programação oficial do 10º Festival de Cinema da Lapa, uma das principais celebrações do cinema nacional

 Nesta semana, entre os dias 22 e 26 de novembro, acontece a 10ª edição do tradicional Festival de Cinema da Lapa, na histórica cidade da Lapa (PR), localizada na região metropolitana de Curitiba. Promovido pelo Instituto Histórico e de Cultura da Lapa, em parceria com o Instituto Borges da Silveira, o evento é considerado uma das principais celebrações do cinema nacional. Entre os grandes destaques da programação, que contará com a exibição de mais de 30 filmes, está a entrega do tradicional Troféu Tropeiro, destinado anualmente a um grande artista brasileiro.

Em 2017, a grande homenageada do festival será a atriz Eva Wilma, que receberá o Troféu Tropeiro na próxima sexta-feira, dia 24 de novembro. Com mais de 60 anos de carreira, Eva Wilma é considerada um dos grandes nomes da história da televisão e do cinema brasileiro. Aos 83 anos de idade, a atriz é uma artista completa. Desde muito jovem se dedicou aos estudos que incluíam, também, piano, canto, violão e balé. Com dezenas de trabalhos na televisão e no cinema, Eva Wilma grandes clássicos, entre eles as novelas “Plumas e Paetês”, “Ciranda de Pedra”, “Guerra dos Sexos”, “Roda de Fogo”, “Sassaricando” e “O Rei do Gado”. O ápice de sua carreira veio ao dar vida às gêmeas Ruth e Raquel, na versão original de Mulheres de Areia (1973), e a inacreditável Altiva, em “A Indomada”.

A estatueta que será entregue para a atriz Eva Wilma foi criada pelo artista plástico Luiz Gagliastri. Já receberam a honraria nomes como Ary Fontoura, Paulo Betti, Nicette Bruno, Luis Mello, Guilherme Weber e Letícia Sabatella.

A entrega do Troféu Tropeiro será realizada a partir das 20h, no palco principal do Festival de Cinema da Lapa, instalado na Alameda David Carneiro. Toda a programação é gratuita. Mais informações e a programação completa do evento estão disponíveis no e www.ihclapa.com.br ou na página oficial do festival no Facebook (www.facebook.com/festivaldalapa).

 

Gabriel foi capa da Revista Dimensão na edição de maio de 2017

O ator Gabriel Stauffer que viveu o personagem Claudio na novela “A Força do Querer” da Rede Globo confirmou presença na décima edição do Festival de Cinema da Lapa. Ele também está no elenco do filme “Entre Irmãs”, que vai virar série na Globo. O Festival está repleto de novidades e vai contar com a participação de Eva Wilma, Luis Carlos e Lucy Barreto, entre outros. O 10º Festival de Cinema da Lapa acontece entre os dias 22 e 26 de novembro, na tenda instalada na Alameda David Carneiro e no histórico Theatro São João, ambos no centro da cidade. Toda a programação é gratuita. Mais informações e a programação completa do evento estão disponíveis no e www.ihclapa.com.br ou na página oficial do festival no Facebook (www.facebook.com/festivaldalapa).

 

JOÃO, O MAESTRO

 

FILME DA MINHA VIDA

A MENINA ÍNDIGO

O evento, um dos principais festivais de cinema do país, será realizado entre os dias 22 e 26 de novembro na histórica cidade da Lapa (PR)

 Entre os dias 22 e 26 de novembro, acontece a 10ª edição do tradicional Festival de Cinema da Lapa, na histórica cidade da Lapa (PR), localizada na região metropolitana de Curitiba. Promovido pelo Instituto Histórico e de Cultura da Lapa, em parceria com o Instituto Borges da Silveira, o evento é considerado uma das principais celebrações do cinema nacional.

Durante a programação oficial, serão exibidos gratuitamente 34 filmes ao longo dos cinco dias de evento, além da realização de oficinas e bate-papos, em dois espaços selecionados especialmente para o festival: uma enorme tenda instalada na Alameda David Carneiro e o histórico Theatro São João. Um dos grandes destaques da programação ficará por conta da mostra competitiva, que contará com a exibição dos filmes “João O Maestro”, “A Menina Índigo”, Filme da Minha Vida” e “Bye Bye Jaqueline”. A primeira exibição da mostra competitiva será o filme “João O Maestro”, que será apresentado na quinta-feira (23), a partir das 20h. O filme é uma produção da LC Barreto e Filmes Equador, em parceria com a Globo Filmes. Protagonizado pelo ator paranaense Alexandre Nero, a obra conta a história de João Carlos Martins, um dos grandes nomes da música brasileira.

Na sexta-feira (24), também a partir das 20h, será exibido o filme “A Menina Índigo”, de Wagner Assis. A produção da Cinética Filmes e Produções conta a história de Sofia, uma criança especial que desenvolve o dom de curar enfermidades. Quando um jornalista sensacionalista descobre sobre a menina, obriga seus pais separados a se unirem para auxiliá-la. Já no sábado (25), a partir das 20h, é a vez do “Filme da Minha Vida”, uma produção Bananeira Filmes em parceria com a Globo Filmes, com direção e participação de Selton Mello. A obra conta a história do jovem Tony, que decide voltar a sua cidade natal e ao chegar descobre que Nicolas, seu pai, também está na cidade. O filme traz uma abordagem sobre conflitos e inexperiências juvenis.

Para completar, no domingo (26), a partir das 16h, será a vez do filme “Bye Bye Jaqueline”, de Anderson Simão. A obra conta a história de Jaqueline, uma jovem humilde de 16 anos, bolsista em um colégio particular, que passa seus dias dividida entre os estudos e os pensamentos em Fernando, o garoto mais bonito da escola e por quem ela está perdidamente apaixonada. O que ela não imagina é que sua melhor amiga, Amanda, já namorou o rapaz e que ele próprio tem um segredo capaz de impedir qualquer chance de namoro entre os dois.

Além da mostra competitiva, a programação oficial trará dezenas de exibições diárias, longas, curtas e médias metragens para todos os gostos e públicos. Entre eles estão uma série de filmes produzidos por jovens cineastas na cidade da Lapa: “Filme da Oficina Mariental”, projeto do Cinema na Lapa; “Lapeanas de Verdade”, de Bruno Oliveira Santos; “OverAlive – Lucid Reverie”, de Nyck Maftum; “A Casa Morta de Meus Avós”, de Leandro Cordeiro; e “Tropeirismo”, de Daiana Lopes. Para quem gosta de filmes infantis, um dos destaques será “A Banda dos Bichos Supermaluquinhos”, de Almir Correia.

Outros destaques do 10º Festival de Cinema da Lapa ficam por conta dos filmes “Entre Nós O Estranho”, “Teatro de Sombras”, “Quem tem medo do Popoyosky?”, “Contadores de Carros”, “Bola pra Frente” e “A Menina de Tranças”, dirigidos por Guto Pasko; e das obras “Nerds Inglórios” e “Amor é Uma Coisa Estranha”, da Turma Polvo, e “Virtualville”, da Turma dos Contrastes. Completam a programação “As Verdades de Ale em Nós”, de Juslaine Abreu Nogueira; “Órion” de Rodriane DL; “O Homem Sem Fim”, de Rodrigo Almeida Leite; “A Pesquisa”, de Oda Rodrigues e Manoelle Fuzaro; “Lulu A Louca”, de Estevan Silvera; “Depressão”, de Guilherme Souza; “Luto”, de Edu Camargo; “Quando Desaba”, de Tiago Campetti; e “Bye Bye Jaqueline”, de Anderson Simão.

Sessão da Meia Noite

Na madrugada de sexta (24) para sábado (25), a partir das 00h, o Festival de Cinema da Lapa vai promover a clássica Sessão da Meia Noite, com a exibição de quatro filmes de terror: “Pessoas mortas não precisam de bateria”, de Almir Correia; End of the road”, de João Vitor Ferian; “Cercados Pela Morte”, de João Vitor Ferian; e “Paula Paranormal”, de Almir Correia.

10º Festival de Cinema da Lapa acontece entre os dias 22 e 26 de novembro, na tenda instalada na Alameda David Carneiro e no histórico Theatro São João, ambos no centro da cidade. Toda a programação é gratuita. Mais informações e a programação completa do evento estão disponíveis no e www.ihclapa.com.br ou na página oficial do festival no Facebook (www.facebook.com/festivaldalapa).