Tag

fotografia

Browsing

ANITA ESTÁ DE VOLTA. A famosa blogueira Socobaia enfrenta um de seus maiores desafios, dar vida à personagem Anita, vivida por Rita Moreno em West Side Story. Trata-se de um pré ensaio fotográfico do projeto “O Fotograma Revisitado 2020”. Para dar maior realismo à cena ela fez parceria com a talentosa estilista Chris Preta que recriou o lendário vestido da atriz. Quem vai registrar o ensaio serão os fotógrafos Guto Andrade e Matheus de La Palm. Toda a produção visual ficou a cargo de Isabel Cristina do Lady & Lord. Nas cenas também participarão os modelos Marinho Valente, João Rossi e Marcos Paulo Ceni.

Lex Kozlik Oficina foto Wish Alvarenga.

Uma boa oportunidade para resgatar a memória fotográfica da família é participar da Oficina de Fotografia Caçadores de Memórias gratuita ministrada pelo fotógrafo Lex Kozlik, que acontece nesta terça-feira, 27 de agosto, às 14 horas, no Museu da Imagem e do Som (MIS-PR), em Curitiba. Lex avisa que quem quiser participar deve levar fotografias antigas da família. Outra oportunidade também é assistir a palestra gratuita sobre o processo criativo do fotógrafo e o Projeto Caçadores de Memórias nesta quarta-feira, 28 de agosto, das 15 às 17 horas. Os dois eventos integram a exposição “Imagem, Memória e Infância, que acontece no MIS-PR até 13 de outubro. A oficina e a palestra são gratuitas, mas os interessados devem se inscrever previamente. Para se inscrever nesses eventos é preciso enviar o nome completo, idade e um parágrafo falando sobre você e seus interesses, para o email: educativomis@seec.pr.gov.br. E para conhecer melhor o projeto veja o site www.cacadoresdememorias.com.br

Serviço:

Oficina de Fotografia Caçadores de Memórias, gratuita, ministrada por Lex Kozlik

Data: 27/08/2019, às 14 horas

Local: Museu da Imagem e do Som (MIS-PR), Rua Barão do Rio Branco, 395. Centro, Curitiba/PR

Inscrição: educativomis@seec.pr.gov.br

Palestra gratuita sobre o processo criativo do fotógrafo Lex Kozlik e o projeto Caçadores de Memórias

Data:  28/08/ 2019, das 15 às 17h

Local: Museu da Imagem e do Som (MIS-PR), Rua Barão do Rio Branco, 395. Centro, Curitiba/PR

Inscrição: educativomis@seec.pr.gov.br

ADRIANA SYDOR

Programação será nesta terça, no LABmoda 2019, no Pátio Batel

 

IEDA GODOY

ISABELLA FRANÇA

MAUREEN MIRANDA

LUCILIA GUIMARÃES

MARCOS BERTOLDI

MIAU CARRARO

ANA ROSA TEZZA

Em 2018 a escritora Adriana Sydor escreveu “Sete confissões capitais e outros pecados” (Travessa dos Editores), livro que trata dos sete pecados capitais definidos por São Tomás de Aquino no século XIII e como eles se misturam no cotidiano das pessoas e da autora. Neste ano, produtor do LABmoda 2019 Victor Salvaro e sua irmã, a fotógrafa Lú Salvaro, recriaram cada um dos vícios em imagens, tudo foi dirigido num luxuoso ensaio em que a autora serviu de modelo.

Agora, para ampliar o alcance desse trabalho, que ultrapassa páginas de livro e molduras de fotografia para se instalar na fronteira dos pensamentos mais íntimos de cada um, um novo passo é dado. As fotografias viraram obras com intervenções do artista Eduardo Milek e uma coleção de camisetas , um colab de Victor, que complete 30 anos de carreira, e a marca BASIC CLOTHING. E assim, outros públicos, outras perspectivas, outras possibilidades começam a ser trilhadas para que cada um também possa visitar seu confessionário particular a partir desse mote.

Nesta terça-feira, 9 de julho, a partir das 20 horas, no LABmoda, o público poderá conhecer as imagens e ver um desfiles com as camisetas, resultado do colab. Além disso, haverá um talk show conduzido pela atriz Maureen Miranda com mais seis personalidades: Ieda Godoy (produtora cultural, proprietária dos bares Dizzy e Café Mafalda), Isabella França (jornalista e assessor de imprensa), Ana Rosa Tezza (atriz, diretora de teatro e do espaço Ave Lola),  Miau Carraro (humorista), Marcos Bertoldi (arquiteto), Lucília Guimarães (Mãe de santo do terreiro do pai Maneco e fotojornalista). Eles serão convidados a “confessor” seus pecados num divertido bate-papo.

 

7 Pecados Capitais

20 horas, no LABmoda – piso S1 Pátio Batel

Produção geral, conceito e estilo: Victor Salvaro

Fotos e edição: Lú Salvaro

Cabelos e maquiagens: Wagner Stope

Artista plástico : Eduardo Milek

Acessórios: Acessório Zavvadinack

Talk

 

LABModa 2019

De 25 de junho a 14 de julho

tio Batel – piso S1

Direção Geral: Rafael Perry

Curadoria de Moda: Aline Bussi

Curadoria de Música: Isadora Flores e Rodrigo Chavez

Arquitetura e Cenografia: Felipe Guerra

Produção de Moda: Victor Sálvaro

Iluminação: Beto Bruel

Redes Sociais: Luísa Bonin– Platea Comunicação e Arte

Assessoria de Imprensa: Dani Brito

Publicidade e Marketing Digital: Tif Comunicação

Coordenação de Produção: Max Leean

 Os modelos Juan Williams e Bruna exibindo shorts da grife Tenda Maré Alta. Marca alternativa sem gênero mas de excelente design e que é comercializada para todo Brasil. @tendamarealta

Ele só tem 22 anos de idade mas já é um micro empresário e um dos criadores da marca de roupa esportiva “Tenda Maré Alta” (SP). Entre suas atividades  o destaque é na área de personal trainer e um de seus hobbies é andar de skate. Estamos falando de Juan Williams que acaba de embarcar no projeto ” O Fotograma Revisitado 2019″. Ele vai reviver no ensaio fotográfico o personagem de Alan Bates no celebrado filme de Ken Russel, “Mulheres Apaixonadas” (1970). O filme deu o Oscar a Glenda Jackson como Melhor Atriz. Mas quem rouba a cena são os atores Oliver Reed e Alan Bates que protagonizam uma das cenas mais polêmicas do cinema nos anos 70.

 

A caravana do projeto Foto em Pauta estará em Curitiba nesta quinta-feira (10/01), realizando palestra e seleção de artistas curitibanos para o Festival de Fotografia de Tiradentes (MG). A palestra acontece no Teatro Londrina do Memorial de Curitiba, às 19h30, com a presença do coordenador geral do Festival, Eugênio Sávio, dos artistas e curadores Pedro David e João Castilho, além do fotógrafo e diretor de vídeo, Bruno Magalhães. A entrada é franca.

 

Levar ao público, por meio de exposições, palestras e mesas de discussão, nomes de indiscutível conhecimento teórico, técnico e artístico da produção fotográfica. Este é o objetivo do Festival de Fotografia de Tiradentes que acontece de 27 a 31 de Março de 2019 na cidade histórica mineira.

 

O destaque da oitava edição do Festival será uma mostra sobre a fotografia produzida na região Sul do Brasil. Os curadores visitam Curitiba para, além de apresentar o projeto, também realizar encontros com autores locais em busca de trabalhos relevantes que viabilizem uma mostra significativa a ser exibida no Festival.

 

As inscrições dos fotógrafos locais interessados em participar do Festival de Tiradentes, devem ser feitas após a palestra no Memorial. A avaliação dos portfólios acontece na sexta-feira (11/01), no Museu da Fotografia. Os horários serão informados no ato da inscrição.

 

O festival

Desde 2004 o projeto Foto em Pauta realiza em Belo Horizonte (MG) debates gratuitos e abertos ao público, além de possibilitar aos convidados conhecer a obra de grandes artistas e conversar com os próprios autores sobre a concepção do seu trabalho.

 

Em Tiradentes, o Festival de Fotografia é realizado desde 2011 com a mesma proposta de divulgar a produção fotográfica brasileira, e fomentar o desenvolvimento da linguagem artística no Brasil. Do seu início até hoje, já reuniu trabalhos de 679 fotógrafos em 74 exposições, além de lançar 115 livros de fotógrafos e realizar 114 palestras e 122 cursos e workshops.

 

O Festival é realizado com os benefícios da Lei Federal de Incentivo à Cultura; patrocínio do Itaú e o apoio do Itaú Cultural, SESI Minas e UFMG. Conta também com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba na etapa de seleção na capital paranaense.

 

 

Serviço:

Caravana Foto em Pauta e Festival de Fotografia de Tiradentes.

Palestra: Dia 10 de Janeiro de 2019, das 19h às 21h30

Local: Memorial de Curitiba – Teatro Londrina (Rua Doutor Claudino dos Santos, 79 – Setor Histórico)

 

Ao final da palestra serão feitas as inscrições para as leituras de portfólio que acontecem dia 11 de janeiro, no Museu da Fotografia Cidade de Curitiba (Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533 – Solar do Barão). Horário definido no ato da inscrição.

 

 

 

Na semana que passou o ator Alain Delon completou 83 anos de vida. O que ele jamais poderia esperar é que ha milhares de quilômetros de Paris um jovem talentoso chamado Leonardo Weiss se prepara para reviver num ensaio fotográfico o seu papel mais emblemático. O do  Monsieur Ripley em “O Sol Por Testemunha” (1959), de Rene Clement. Um desafio e tanto para Leonardo que entra com esperanças e garra na área do audiovisual. Ao mesmo tempo ele também poderia ser o personagem Mister Pip de “Great Expectations”, de David Lean, porque a vida imita o cinema. Na recriação de “O Sol Por Testemunha” tem toda uma equipe talentosa por trás : A produtora de moda e style Joelma Ollosu que reside em San Remo na Itália, os fotógrafos Pedro Nossol e Matheus de La Palm, a estilista Oracy Munhoz da Rocha Lacerda e o consultor e estilista Ney Souza.  O Fotograma Revisitado 2019, cada vez mais veloz e mais furioso.

foto matheus de la palm

O  expressivo modelo Leonardo Weiss ensaia no litoral catarinense momentos de “Plein Soleil”

 

Um dos mais famosos romances da escritora e dama noir policial Patricia Highsmith que foi levado ás telas em 1959 por Rene Clement,  ” O Sol por Testemunha” (Plein Soleil) foi o batismo de sucesso do ator Alain Delon. Nele Delon vive um dos mais charmosos vilões do cinema, o talentoso Monsieur Ripley. Um vigarista que trama um crime tendo como cenário os encantos da Cotê D’Azur.  Um misto de traição, luxuria e ambição numa história que conduz o espectador a amar e ao mesmo tempo odiar o belo e talentoso Delon. Este é um dos filmes que foi incluido no projeto ” O Fotograma Revisitado 2019″, que traz a nossa assinatura. Agora quem vai viver o papel de Delon no ensaio fotográfico é o modelo Leonardo Weiss, que será clicado na lente do mestre Pedro Nossol. A produção será da consultora de moda e style Joelma Ollosu que reside em San Remo na Italia, local definido para as locações fotográficas.

 

Weiss e Ruiz serão clicados em ensaio fotográfico no projeto “O Fotograma Revisitado 2019 “

A escritora e compositora Alice Ruiz, ganhadora do Prêmio Jabuti e um dos nomes mais representativos de nossa literatura acaba de embarcar no nosso projeto “O Fotograma Revisitado 2019”. Ela vai reviver em ensaio fotográfico a personagem de Geraldine Page da versão para o cinema da peça de Tennessee Williams “Doce Pássaro da Juventude” (1962), de Richard Brooks. A cena será produzida em 2019 juntamente com o modelo Leonardo Weiss, que fará o personagem de Paul Newman.

O mundo de Alice

Ela já participou do projeto Arte Postal, pela Arte Pau Brasil; da Exposição Transcriar – Poemas em Vídeo Texto, no III Encontro de Semiótica, em 1985, SP; do Poesia em Out-Door, Arte na Rua II, SP, em 1984; Poesia em Out-Door, 100 anos da Av. Paulista, em 1991; da XVII Bienal, arte em Vídeo Texto e também integrou o júri de 8 encontros nacionais de haikai, em São Paulo.

Compõe letras desde os 26 anos – tem diversas canções gravadas por parceiros e intérpretes. Lançou, em 2005, seu primeiro CD, o Paralelas, em parceria com Alzira Espíndola, pela Duncan Discos, com as participações especialíssimas de Zélia Duncan e Arnaldo Antunes.

Tem poemas traduzidos e publicados em antologias nos Estados Unidos, Bélgica, México, Argentina, Espanha e Irlanda, tendo sido também convidada como palestrante na Bienal de Lenguas da América no México e na Europalia Brasil em Bruxelas. Saiba mais: www.aliceruiz.mpbnet.com.br


		
				
			
			
					
	

foto matheus de la palm

Grott e Nascimento uma dupla em sintonia com o cinema

A modelo Adri Grott (foto) se saiu muito bem no ensaio fotográfico de “Rocco e Seus Irmãos” no projeto O FOTOGRAMA REVISITADO que foi exibido no Patio Batel recentemente. Ela foi clicada na lente de Pedro Nossol ao lado do modelo Marcello Lombardi. Agora ela enfrente seu maior desafio, reviver as personagens de Stefania Sandrelli nos clássicos “Seduzida e Abandonada”, de Pietro Germi e “O Conformista”, de Bernardo Bertolucci. Trata-se da sequencia do Fotograma Revisitado que começa em 2019. Na continuidade dos ensaios fotográficos entra em cena também o professor de educação física e personal trainer (foto) Juliano Nascimento que terá duas participações importantes : Reviver o ator Fabio Testi em “A Herança dos Ferramonti”, de Mauro Bolognini e Jon Voigt em “Amargo Pesadelo”, de John Boorman.

 

 

Para viver o dificil papel de Voigt (na vida real o pai de Angelina Jolie) ele vai ter aulas sobre o manuseio de arco e flecha, facas e machados com o instrutor e campeão internacional Helder Chin da Arqueria Curitiba (Rua Rockefeller, 464 loja 4 ) www.arcoeflechacuritiba.com.br

O Museu Alfredo Andersen (MAA) realiza de 23 a 27 de julho, das 14h às 17h, oficina de fotografia, aberta para a comunidade. O curso apresenta aos alunos conceitos básicos de fotografia, técnicas de composição e  poéticas, desenvolvendo a prática e a apuração do olhar de cada participante. Serão oferecidas 15 vagas. As inscrições devem ser feitas pelo e-mail: lumorcos@hotmail.com, a participação é gratuita. 

Os ministrantes Luana Moraes Costa, Lucas Berthier Cardoso e Otavio Colino proporcionarão a continuidade de alguma produção em execução pelo aluno, assim como o início de uma nova produção aos que estão iniciando na arte da fotografia. Além disso, os professores irão auxiliar na realização de fotos por meio de dispositivos móveis, discutir sobre os artistas,  autores e debater sobre as fotografias desenvolvidas ao longo do curso. Ao final será concedido certificado de participação.

Serviço

Oficina de fotografia

De 23 a 27 de julho de 2018, das 14h às 17h

Museu Alfredo Andersen

Rua Mateus Leme 33. Centro. Curitiba/PR.

Informações: (41) 3323-5148

 

foto matheus de la palm

QUADRO ARTÍSTICO FOTOGRAPHY, obra contemporânea.

Depois de curtir o sucesso do evento ” Design Art Mesa Decorada Copa do Mundo”, que aconteceu no Hotel Blue Tree Towers Saint Michel o arquiteto Evandro Ziemann está direcionando obras fotográficas , que são suas criações exclusivas a nivel nacional. Graças a exposição de seu trabalho  QUADRO ARTÍSTICO FOTOGRAPHY, em estilo boêmio o arquiteto está com obras em Brasilia (DF), Salvador (BA)  e também em Curitiba. Isso se deve a três fatores: Talento, Comunicação e Criatividade. Seu trabalho vem ganhando espaço e visibilidade . Ele firma-se no cenário da arquitetura, do design e da fotografia como um talento que o Paraná revela no mercado das artes.

O arquiteto Evandro Ziemann marcou presença no lançamento da coleção comércio Memórias Paraná de Luiz Renato Ribas no Clube Curitibano, onde cumprimentou o pres. da ACP – Associação Comercial do Paraná, Glaucio Geara. No próximo dia 16 de junho (sabado ) a partir das 16 hs ele promove  o evento DESIGN ART MESA DECORADA COPA DO MUNDO no  Hotel Blue Tree Tower Saint Michel Curitiba ( R. Lamenha Lins, 71 – Centro). Os convidados irão conhecer uma Exposição de Mesa decorada e  assistir um In Talk  sobre decoração, e ainda conhecer dicas e maneiras imperdíveis sobre como enriquecer composições de uma mesa posta eventualmente decorada. O arquiteto presta uma homenagem a Copa do Mundo que se aproxima e agita milhões de brasileiros. Haverá um Buffet de Café da Tarde e um  leilão da obra  QUADRO ARTÍSTICO FOTOGRAPHY  assinado por ele. O público presente deve comparecer vestido com as cores do Brasil, celebrando o esporte mais popular dos brasileiros – O futebol.

Convites limitados por adesão: 50,00 reais

 Informações: |41| 99141-0028

O diretor de fotografia carioca Lula Araujo vai falar de aspectos técnicos e artísticos do seu trabalho no cinema e na televisão

     Quem gosta de cinema não deve perder a Master Class gratuita “A Direção de Fotografia no Cinema e na Televisão”, que o Curso de Cinema do Centro Europeu vai apresentar na próxima sexta-feira, dia 02 de março, às 19h30. Quem vai ministrar é o diretor de fotografia, operador de steadicam e cineasta carioca Lula Araujo, que trabalha há quatro décadas na produção audiovisual, com créditos em longas-metragens, novelas, seriados, documentários, jornalismo, comerciais e institucionais. 

 

     Entre seus principais trabalhos em cinema estão os longas-metragens “Outras Estórias”, de Pedro Bial“O Menino Maluquinho, de Helvécio Ratton, “Se Eu Fosse Você 2”, de Daniel Filho e “Meu Nome Não É Johnny, de Mauro Lima. Na televisão participou da equipe de sucessos da Rede Globo como “Malu Mulher”, “Carga Pesada” e “A Grande Família. Foi o vencedor do prêmio de Melhor Fotografia no Festival de Cine IberoAmericano de Huelva, na Espanha, pela fotografia do filme “Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios, estrelado por Camila Pitanga. Um de seus últimos trabalhos, o documentário “Eu, Meu Pai e Os Cariocas”, estreou em 2017 no Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro.

     A Master Class será realizada na sede Batel do Centro Europeu, com início às 19h30. A atividade é gratuita e aberta ao público.

Serviço: 

Master Class “A Direção de Fotografia no Cinema e na Televisão”

Local: Centro Europeu – Sede batel

           Rua Benjamin Lins, 999 (esquina com a Rua Ângelo Sampaio)

Data: 2 de março (sexta-feira) às 19h30

Entrada gratuita

Informações pelo fone 3233-6669

Chris Rainier, fotógrafo da National Geographic, vai comandar um bate-papo gratuito sobre fotografia documental no Centro Europeu

 No próximo dia 07 de fevereiro, o Curso de Fotografia do Centro Europeu, uma das principais escolas de profissões da América Latina, vai promover uma palestra gratuita com um dos maiores fotógrafos do mundo: o canadense Chris Rainier. O profissional é editor contribuinte das revistas National Geographic Traveler e National Greographic Adventure, além de ter diversos trabalhos publicados em veículos conceituados internacionalmente, entre eles o jornal The New York Times e as revistas Time e Life.

Ao longo de mais de 40 anos de carreira, o canadense se especializou em documentar culturas e povos sub representados que vivem à margem da sociedade contemporânea, participando de diversas expedições por todo o mundo com o propósito de evidenciar a diversidade cultural. 

No encontro na cidade de Curitiba, Chirs Rainier vai comandar um bate-papo exclusivo sobre fotografia documental. O profissional vai estabelecer uma rica troca de experiências com o público pontuando os principais aspectos e particularidades da linguagem documental e destacando os maiores desafios de sua jornada por lugares ameaçados, marcados por guerras e conflitos como a Somália e a Bósnia.

O evento será realizado no Hotel Centro Europeu Tourist (Praça Gen. Osório, 61), a partir das 19h30. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no site www.centroeuropeu.com.br. Mais informações pelo telefone 3233-6669.

O curso de Fotografia do Solar do Rosário tem uma opção especial para as férias: o intensivo. As aulas, divididas em cinco encontros, são ideais para iniciantes e profissionais que querem fazer reciclagem na área. O conteúdo traz muita prática e teoria, com o professor Brasílio Wille explicando e demonstrando os princípios da fotografia. Há duas turmas disponíveis: dos dias 4 a 8 de dezembro das 9h às 12h, e uma do dia 5 a 8 das 19h às 21h com a última aula no dia 9 das 9h às 12h. O investimento é de R$ 600.
Wille apresenta desde tópicos básicos sobre fotografia, desde ajustes de câmera e histórico do registro de imagens, até o olhar da fotografia e regras da composição. Na parte técnica, ele explora questões como diafragma, balanço de branco, distância focal e luminosidade. Nos momentos mais práticos, comenta também sobre exposição e velocidade, uso de flash e até transferência de dados para câmeras digitais e manipulação digital da imagem.
Para participar das aulas, o aluno precisa levar sua própria câmera digital com cartão de memória e bateria. É recomendável que ela possua o modo de exposição manual e balanço de branco personalizável.
Intensivo de férias – Fotografia Básico no Solar do Rosário
Data e Horário: Duas turmas – Manhã – de 4 a 8 de dezembro, das 9h às 12h. Noite – de 5 a 8 de dezembro, das 19h às 21h e dia 9 (sábado) das 9h às 12h
Investimento: R$ 600
Endereço: Rua Duque de Caxias, 4 – Centro Histórico, Curitiba – PR
Setor de Cursos: de segunda a sexta-feira das 10h às 19h e sábado das 9h às 13h
Informações: (41) 3225-6232 | www.solardorosario.com.br

Escritora, compositora, poeta, tradutora e eterna musa de Paulo Leminski. Seu nome Alice Ruiz. Ela vai participar do projeto ” O Fotograma Revisitado “, que traz a nossa assinatura. Ela vai dar vida a Alexandra Del Lago, personagem vivida por Geraldine Page no filme “Doce Pássaro da Juventude”, de Richard Brooks de 1963. Toda a produção visual será da Vimax Hair Beauty e Alárcon Jóias. O cenário  será no espaço do artista plástico e escultor Celso Izidoro. A lente fica a cargo de Pedro Nossol. Quem vai viver o personagem Chance será o top model Renan Dalprá. O figurino exclusivo será produzido por Oracy Munhoz da Rocha Lacerda. O ensaio acontece no inicio de 2018.

O rebelde e impetuoso Chance será vivido pelo modelo Renan Dalprá.

 

Paul Newman e Geraldine Page (recebeu uma indicação ao Oscar) nos papéis originais de Doce Pássaro da Juventude.

Exposição “De Perséfone a Catrina: a mulher e o seu divino” apresenta a beleza de um ser integral na sua imensa complexidade e perfeição.

Por Emanuelle Spack

Trabalhar o universo feminino envolve questões que vão além da esfera da beleza. Ser mulher é muito mais que isso! E essa é a proposta da exposição “De Perséfone a Catrina: a mulher e o seu divino”, de Aparecida Moreira Demarchi, fotógrafa, designer e professora de dança, que retrata em 15 fotos impressas em tecido de seda, as inúmeras mortes e renascimentos de uma mulher ao longo do seu processo de amadurecimento. A mostra fica aberta de 07 de agosto a 15 de setembro, no Espaço de Arte Francis Bacon, da Ordem Rosacruz – AMORC, com entrada franca.

Em suas fotos, Cida Demarchi procura mostrar a essência do ser humano e seus sentimentos com um olhar único, sem preconceitos, registrando momentos de alegria, ternura, drama e arte. Para ela as fotos significam sua própria experiência de vida. “Um depoimento, um desabafo, um gesto de amor a todas as mulheres que merecem ser felizes”, conta Cida. Ela apresenta nessa mostra questões para um momento de reflexão sobre o que realmente é belo, é jovem, é pleno, além de acreditar na força da arte como um meio questionador e instigante no desenvolvimento de seres mais livres e mais leves.

Para integrar a esfera colorida desta exposição, outros elementos compõem o Espaço de Arte Francis Bacon: um fotolivro que traz diferentes imagens e conteúdos relacionados ao conceito de cada personagem da exposição; um pequeno altar dos mortos, uma réplica do que se encontra na festa do “Día de Los Muertos”, no México; e um cenário onde o visitante poderá fazer uma selfie caracterizado de “Catrina”.

Cida Demarchi utiliza a morte como recurso de diálogo porque entende que neste processo de desenvolvimento humano não há volta, ou seja, uma vez dado um passo à frente, não se volta mais. Algo como morrer para passar por uma experiência para renascer para outra. Então, a morte aqui tem uma perspectiva altamente positiva de continuidade e esperança.

A fotografia chegou em sua vida no ano 2008 quando Cida se inscreveu em um curso de fotografia para incentivar uma pessoa que estava precisando recomeçar a sua vida profissional. “No entanto, neste curso, encontrei uma professora muito especial, a Lya Uba. Uma mulher completamente apaixonada pela fotografia. Fui contaminada imediatamente. A partir daí experimentei vários segmentos da fotografia até chegar ao tema que mais me encanta: o ser humano, trabalhado no retrato. Aos poucos fui costurando as várias questões que me chamam a atenção dentro desta temática”, conta Cida.

Ao falar do feminino em seu trabalho fotográfico, Cida Demarchi revela que a dança foi determinante para enveredar por esse caminho do empoderamento da mulher. “Nesta série eu retrato as inúmeras mortes e renascimentos de uma mulher ao longo do seu processo de amadurecimento”.  E não é à toa que a mulher é um caso especial dentro deste tema, porque ela recebe uma carga de responsabilidades e cobranças muito acima dos limites suportáveis. Ser mãe, mulher, profissional, jovem, alegre e feliz não é sempre possível. Não nos modelos que se impõe. “No estúdio de dança eu ouço muitos depoimentos e todos são uníssonos: mulheres infelizes porque não correspondem ao que se espera delas, ou o que elas acham que se espera. Vejo mulheres lindas se sentindo feias, mulheres jovens achando que o tempo já passou, mulheres muito competentes se sentindo inseguras”. Pensando nisso, Cida traz todas essas questões para um momento de reflexão sobre o que realmente é belo, é jovem, é pleno. “Eu não tenho a pretensão de mudar o mundo, mas acredito na força da arte como um meio questionador e instigante no desenvolvimento de seres mais livres e mais leves”, ressalta a fotógrafa.

Este ano o Espaço de Arte Francis Bacon realizou a primeira oficina de arte-educação para crianças com idade entre 6 e 10 anos. De acordo com a coordenadora do Espaço, Marcela Lobo, esse projeto já estava incluído nos planos para ser implantado, “pois a arte está alinhada com a educação para promover o desenvolvimento integral do ser”, explica Marcela. A ideia consiste em desenvolver uma oficina em cada exposição com parceria dos artistas na elaboração de uma atividade. De acordo com Marcela “trabalhar a educação no universo artístico é uma nova oportunidade para que as crianças aprendam uma nova atividade”,

Com a exposição “De Perséfone a Catrina: a mulher e o seu divino”, Cida Demarchi vai organizar a segunda oficina de arte-educação, no dia 23 de agosto, com um exercício que envolverá o universo fotográfico, “uma tarefa para causar uma sensibilização do olhar para a fotografia, utilizando a pareidolia como forma lúdica para despertar esse olhar”, finaliza a fotógrafa. A oficina é gratuita, mas com vagas limitadas. Inscrições por e-mail para cultural@amorc.org.br

Sobre Cida Demarchi:

 

Cida Demarchi é membro da United Photo Press, uma ONG que atua há 27 anos na divulgação da arte (fotografia, pintura e escultura) através de exposições em museus da Europa e dos Estados Unidos; vice-presidente para o Brasil e curadora para fotografia da International Zarco Academy of Arts e vice-presidente para o Brasil e curadora da IAPAJ – International Association of Plastics Artists in Japan.

Serviço

Evento: “De Perséfone a Catrina: a mulher e o seu divino.”

Data: de 07 de agosto a 15 de setembro de 2017

Local: Espaço de Arte Francis Bacon – Ordem Rosacruz (AMORC)

Endereço: Rua Nicarágua, 2620 – Bacacheri – 82515-260 – Curitiba, Paraná.

Entrada: Franca

Horário: de segunda a sexta-feira das 13h30 às 17h.

Facebook: https://www.facebook.com/espacoartefrancisbacon/

mana gollo

 

Na próxima terça-feira, dia 01 de agosto, o curso de fotografia doCentro Europeu, uma das principais escolas de profissões da América Latina, vai promover o evento Conversa de Fotógrafoum bate-papo sobre a história e trajetória de dois profissionais que hoje atuam em diferentes vertentes do segmento.

 

Nesta edição, a atividade vai reunir os fotógrafos Mana Gollo , especialista em fotografia documental e social, e Bruno Santos, que atua com ensaios femininos e projetos autorais e voluntários, para uma rica troca de experiências com o público. Durante a conversa, os profissionais vão discutir o cenário atual do mercado de fotografia, analisando a evolução da área e expondo os maiores desafios da carreira de fotógrafo.

 

Sobre os profissionais

 

Natural de Curitiba (PR), Mana Gollo sempre foi apaixonada por fotografia documental e de natureza. Formado pelo curso do Centro Europeu), começou a atuar profissionalmente na fotografia no começo de 2016, após perceber que poderia atuar no mercado com a sua maneira de ver a vida. Hoje além de seus projetos documentais atua na área de ensaios e casamentos.

Já Bruno Santos, iniciou na fotografia em 2009, após o curso no Centro Europeu, três anos depois, passou a atuar como fotógrafo voluntário em projetos sociais. O autoconhecimento e a evolução adquiridos através destes trabalhos , o fizeram enxergar uma nova perspectiva na fotografia. Hoje atua somente com ensaios femininos e os projetos autorais.

 

O evento Conversa de Fotógrafo será realizado na sede do Centro Europeu no bairro Batel (Benjamin Lins,999) a partir das 19h30. Mais informações e inscrições no sitewww.centroeuropeu.com.br, ou pelo telefone (41) 3339-6669.

 

Dia 22, o fotógrafo Marcelo Dallegrave abriu no Armazém La Grappa a exposição A Viagem de Marcelo, com 36 fotos (o número remete à quantidade de poses de um rolo de filme) ampliadas em 15 por 15 cm.

Os registros foram realizados ao longo dos últimos dez anos em viagens de férias pelo Brasil, Argentina, Uruguai, México, Cuba, Estados Unidos, Portugal, Espanha, França, Bélgica, Inglaterra, Itália e Suíça e selecionados com a ajuda do repórter fotográfico Theo Marques, curador da mostra.

O jornalista e escritor Alessandro Andreola assina a trilha sonora da noite de abertura.

Serviço:

Exposição fotográfica A Viagem de Marcelo. De 22/11/2016 a 20/12/2016, no Armazém La Grappa (Al. Dom Pedro II, 390, Batel, Curitiba/PR – Tel.: 41 3016-4534). Abertura dia 22/11/2016, às 19 horas. Informações: (41) 9141-0096 (Marcelo) ou (41) 9141-0097 (Melissa).

Sobre a mostra

Marcelo Dallegrave não é um viajante comum. Ele não participa de qualquer planejamento que antecede uma viagem. Simplesmente vai, livre de expectativas e de informações turísticas, arrastado pela empolgação de quem o acompanha, rumo ao desconhecido.

Na Viagem de Marcelo, interessa o momento em que os pássaros pousam alinhados no gramado do famoso estádio; a arte urbana colada ao bueiro prestes a ser destruída; o recorte geométrico da fachada de um prédio qualquer; a harmonia dos fios, parafusos e tubulações do motor do carro centenário exposto no museu.

Como seu ídolo, o pintor holandês Piet Mondrian, Marcelo converge seu olhar para um pedaço do todo, para as linhas que sustentam a imagem desconstruída, fatiada, mutilada pelas lentes do fotógrafo. Não importa a latitude e a longitude da paisagem no mapa ou a história que lhe deu origem.

A obra de Marcelo, como uma extensão da sua personalidade, captura o instante presente: visceral, único, fugaz e universal. É livre de sistematizações, transcende os códigos e barreiras geográficas e temporais. A roda gigante parece um aro de bicicleta – e talvez o seja mesmo. Seus registros têm a energia do passe perfeito no futebol, para usar uma metáfora do esporte que ele tanto ama, e as cores pulsantes que jorram no público em um solo ao vivo de guitarra, outra de suas paixões.

Não se trata de uma viagem qualquer. Mesmo se você percorresse as mesmas ruas, nas mesmas cidades, nos mesmos dias e horários, seria impossível refazê-la. Esta é a Viagem de Marcelo.

Experiência profissional

  • Começou a atuar profissionalmente com fotografia em 1996, como responsável pelo laboratório e pela cobertura fotográfica de festivais de cinema brasileiros para o acervo do Museu da Imagem e do Som de Curitiba (MIS), instituição na qual hoje atuou posteriormente como conselheiro.

  • Como repórter fotográfico, foi colaborador da coluna Cinemascope, do cineasta TiomKim; da revista Pocket; do jornal Alô Negócios; do site O Plano B; e da revista TopView.

  • Foi aluno de Leopoldo Plentz, Claus Meyer, Ruy Guerra e do italiano Francesco Arese, na cidade de Florença.

Exposições

  • Premiado no 16º e 17º Salão Curitibano de Artes Visuais (2008 e 2009).

  • Participou da mostra “O Cinema no Olhar” (2008), no espaço cultural CafeZau, com uma interpretação fotográfica do clássico O Retrato de Dorian Gray.

  • Registrou a diversidade da cultura paranaense na exposição “Fotobiografia dos Museus do Paraná”. Resultado de uma pesquisa de campo de quatro meses, foi exibida no hall da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná (2006) e convertida no livro “Museus do Paraná”.

  • Participou da “Mostra Itinerante de Imagens dos Jornalistas Paranaenses” (2006), realizada pelo Sindicado dos Jornalistas Profissionais do Paraná (Sindijor).

  • Promoveu uma exposição fotográfica individual, com 16 imagens de cinco países do continente Europeu, aberta no James Bar (2006) e posteriormente levada ao Fran´s Café da Praça da Espanha (em Curitiba) e Spaghetto Restaurante (na cidade de Paraty/RJ).

  • Participou da exposição “24 Horas em Curitiba” (2005), promovida pela Literal Link Comunicação Integrada.

  • Fez duas participações seguidas no Salão de Artes do Graciosa Country Club (2001-2002).