Cultura

Mordomo da família de João Moreira Salles é tema de longa do cineasta

Pinterest LinkedIn Tumblr

Durante 30 anos, Santiago foi mordomo da família Moreira Salles, famosa sobretudo no Rio de Janeiro por sua riqueza, influência e erudição. Um dos membros do clã, o premiado diretor João Moreira Salles (Futebol/1998, Nelson Freire/2003, Entreatos/2014, No Intenso Agora/2017), reconhece seu potencial como personagem e passa a focar suas lentes para dentro de sua própria casa – que hoje se tornou o Instituto Moreira Salles – para contar sua história. “Santiago”, a ser exibido no Curta!, mostra a história de um homem singular e mira na forma como o próprio Moreira Salles o enxergava.

O documentário começou a ser gravado em 1992 e mostra Santiago já aposentado, vivendo em um pequeno apartamento no bairro do Leblon, colecionando cerca de 30 mil páginas escritas por ele mesmo, sobre famílias nobres e dinastias de diversos lugares do mundo. As gravações são interrompidas e, apenas em 2005, João Moreira Salles retoma o filme e insere nele um olhar crítico diante de sua própria falta de percepção sobre as relações de poder latentes nas cenas da década de 1990 e sobre a estrutura hierárquica construída entre a família e o antigo funcionário.

“Santiago” é uma produção da VideoFilmes, vencedora do Grande Prêmio do Festival Cinéma du Reel, em Paris.  A exibição é na Quarta do Cinema, 10 de junho, às 22h30.

Comentários estão fechados.