Cinemaskope

Media Bridge assina produção de ‘Chacrinha – O Velho Guerreiro’, que estreia nos cinemas nesta quinta-feira, dia 8

6 de novembro de 2018

Longa  que conta a história do Velho Guerreiro estreia quinta-feira, dia 8

Media Bridge, produtora multiplataforma dos sócios Altino Pavan, Angelo Salvetti e Cosimo Valerio, assina a produção de ‘Chacrinha – O Velho Guerreiro’, filme que conta a trajetória de um dos maiores ícones da TV brasileira – Abelardo Barbosa, o Chacrinha. Com direção de Andrucha Waddington, roteiro de Claudio Paiva, Julia Spadaccini e Claudia Faour e supervisão artística de Boni – o todo poderoso da TV Globo, com quem o Velho Guerreiro teve episódios de brigas emblemáticas, um dos destaques do longa – a produção chega às telonas nesta quinta-feira, dia 8 de novembro e promete descortinar episódios desconhecidos do grande público. “Levar uma história aos cinemas é sempre um desafio, ainda mais se tratando de um personagem tão emblemático da cultura nacional. Ele é um personagem que vai além do Brasil. Influenciou programas atuais aqui e até mesmo no exterior. Na Itália, por exemplo, nos anos 80, existia um programa aos moldes do ‘Cassino do Chacrinha’”, resume Angelo.

Sem dúvida reconstituir épocas tão diferentes com cenários e figurinos tão grandiosos foram desafios especiais. Mas no fim, o resultado valeu cada noite mal dormida“, garante Cosimo Valerio. “Achamos que o público mais velho, que assistiu aos programas dele, poderá ter boas recordações. E os mais jovens terão aí uma boa oportunidade de entender porque os youtubers fazem tanto sucesso hoje. Porque é claro que eles beberam na fonte do Chacrinha, ainda que indiretamente. Eles só não sabem disso – e a hora da saber é agora.”

Com distribuição da Paris Filmes, coprodução da Globo Filmes e apoio da BB DTVM, o filme chega às telas de 300 cinemas em todo país. A produção teve um orçamento de R$ 11 milhões e ainda irá se desdobrar em uma série de TV.

Entre as próximas produções da Media Bridge, estão a biografia do Walter Casagrande Jr., do cantor Leonardo, e de Nelson Rodrigues, além de duas comédias e dois dramas – “A Vida Sexual da Mulher Feia“, e “Não Existe Mulher Difícil”, são ambos inspirados em livros que fizeram sucesso em adaptações teatrais. Os dramas “A Cerca”, história de época ambientada no Rio Grande do Sul, e “Virando a Mesa”, um filme de ação e doses de humor sobre o jogo clandestino.

Sinopse:

“Chacrinha: O Velho Guerreiro” é um longametragem biográfico que conta a história de José Abelardo Barbosa. O filme narra a trajetória de Abelardo desde o momento em que larga a faculdade de medicina para se aventurar em seu primeiro “bico” como locutor de rádio. Daí em diante, vemos sua vida se transformar e o nascimento do alterego mais conhecido do Brasil, o nosso velho guerreiro, Chacrinha.

Elenco:

Stepan Nercessian – Chacrinha

Eduardo Sterblitch – Abelardo Barbosa

Gianne Albertoni – Elke Maravilha

Carla Ribas – Florinda (50 anos)

Rodrigo Pandolfo – Jorge

Pablo Sanábio – Leleco/Nanato

Thelmo Fernandes – Boni

Laila Garin – Clara Nunes

Antônio Grassi – Oswaldo (60 anos)

Karen Junqueira – Rita Cadilac

Amanda Grimaldi – Florinda (20 anos)

Gustavo Machado – Oswaldo (30 anos)

 

Ficha Técnica:

Dirigido por:  Andrucha Waddington

Roteiro: Claudio Paiva

Colaboração de roteiro: Julia Spadaccini e Carla Faour

Produzido por: Altino Pavan, Angelo Salvetti, Cosimo Valerio e  Andrucha Waddington

Produtores Associados: José Bonifácio de Oliveira Sobrinho (Boni) e Frederico Lapenda

Produtor Delegado: Lupa Mendes

Produtor Executivo:  Fernando Zagallo

Produtores Executivos:  Renata Brandão e Pedro Buarque

Direção de Produção:  Rose Soares

Direção de Fotografia: Fernando Young

Direção de Arte: Rafael Targat

Figurino: Marcelo Pies

Supervisão de Maquiagem: Marlene Moura

Produção de Elenco: Marcela Altberg

Montagem: Thiago Lima

Supervisão de Montagem: Sergio Mekler

Música original: Antonio pinto

Som Direto: Jorge Saldanha

Desenho de Som e Mixagem: Armando Torres Jr., Alessandro Laroca, Eduardo Virmond Lima, Renan Deodato

Supervisão de Imagem: Sergio Pasqualino Jr.

Gerente de Pós Produção: Adriana Basbaum

Supervisão de Efeitos Visuais: Claudio Peralta

Supervisão de Pós Produção: Leo Moraes

Produção: Media Bridge

Coprodução: Globo Filmes

Em associação com: Conspiração

Distribuição: Paris Filmes

Investimento: BBDTVM

Apoio: Telecine, Prefeitura de Petrópolis, Lyons Club de Petrópolis, Fecomercio de Petrópolis

 

 

SOBRE A PRODUTORA – Media Bridge

A Media Bridge surge com uma proposta ambiciosa e inovadora: construir a maior produtora multiplataforma do Brasil. Com amplo conhecimento em tecnologia, mídia e integração de conteúdos às diversas plataformas, seu objetivo é criar sinergia entre os players do mercado, desenvolvendo novos modelos de negócios para o audiovisual.

Em 2013, produziu o livro sobre a vida do cantor Leonardo em parceria com a editora LeYa/Casa da Palavra. Em 2014, finalizou o longa-metragem independente “O Abajour”, de Marcoz Gomez, além do primeiro filme brasileiro do gênero thriller psicológico, “Isolados”. Com Bruno Gagliasso, Regiane Alves, José Wilker e direção de Tomas Portella, a obra foi distribuída pela Downtown Filmes e Paris Filmes.

Em 2016 desenvolveu e lançou a plataforma de VoD PrimeTube, que distribui conteúdo Premium on demand no celular.

Em 2017 produziu o documentário “Murce: Uma Aventura que Mudou a História” em coprodução com o Canal Brasil. Luiz Antonio Pilar dirigiu a homenagem ao radialista Renato Murce e aos 90 anos do rádio no Brasil, com depoimentos de Boni, Sérgio Cabral (pai), Haroldo Costa, grandes cantoras do rádio e outros.

Em 2018 a produtora finalizou 3 projetos: o longa “Virando a Mesa”, sobre o jogo clandestino na cidade de São Paulo; o documentário “Eu vim para confundir e não para explicar” e o longa “Chacrinha, o velho guerreiro”, ambos sobre o maior comunicador do Brasil, Abelardo Barbosa, com coprodução Globo Filmes.

O lineup de 2019 conta com as cinebiografias do cantor sertanejo Leonardo, “Não aprendi dizer adeus”, e do ex-jogador de futebol Casagrande, “Casagrande e seus demônios”; e uma comédia romântica protagonizada por Nayara Azevedo, “Muito mais que 50 reais”.

Nos projetos futuros estão a adaptação do livro “A vida sexual da mulher feia”, um longa sobre Nelson Rodrigues, “O anjo pornográfico” e o drama de época, ambientado no Rio Grande do Sul, “A Cerca”.

Você pode gostar também