Cinemaskope

LITERCULTURA I Valter Hugo Mãe nesta quinta-feira em Curitiba

5 de agosto de 2014

VHM_MarioSantos-PortoEditora_11

Evento apresenta nesta quinta-feira, na Capela Santa Maria, o escritor português Valter Hugo Mãe

 

 O Litercultura – Festival Literário de Curitiba – coloca a capital paranaense definitivamente na rota dos grandes festivais literários. Nesta quinta-feira, 7 de agosto, o evento apresenta ao público curitibano pela primeira vez o festejado e premiado escritor português Valter Hugo Mãe. A conferência será às 19h30, na Capela Santa Maria. Os ingressos, que foram distribuídos gratuitamente, como é praxe no festival, estão esgotados. Porém, para os amantes da literatura e fãs de Valter Hugo Mãe resta a esperança de um último lote que será colocado à disposição próximo ao horário da palestra. Este residual de ingressos estará sujeito à lotação do teatro.

O Litercultura foi criado para estar presente em vários momentos do cidadão, incentivando a descoberta de autores e o prazer da leitura. Por isso, este ano o festival se dividiu em quatro instigantes  capítulos. E maio, no Teatro Paiol, grandes escritores e cronistas como Geneton Moraes Neto e Tim Vickery, participaram de uma rodada de palestras de dois dias sobre futebol e cultura.

A conferência de Valter Hugo Mãe, intitulada “Simplesmente Humano”, é o segundo capítulo do Litercultura 2014. Ele é um dos mais reconhecidos autores contemporâneos da língua portuguesa, tendo no currículo os prêmios José Saramago e Portugal Telecom para melhor livro do ano e para melhor romance.

A palestra e posterior debate de Valter Hugo Mãe serão mediados pelo escritor e editor Manuel da Costa Pinto. A apresentação reserva boas surpresas como a leitura de um texto inédito do autor português e a projeção de trechos de um filme ainda em produção sobre ele.

 

Hugo Mãe traz na bagagem o reconhecimento do público e da crítica e a experiência de escritor representativo de uma época. Durante três anos, o autor viajou para a Islândia (e partilhou vários desses momentos com os leitores, através do Facebook) para criar aquele que é o seu texto mais visível – um livro de ver (escrito assim mesmo, em letras minúsculas). Uma feliz fusão entre a palavra e a capacidade de fazer, ver e sentir. A Desumanização (Cosac Naify) é o novo romance do escritor, “uma declaração esquisita”, mas, também, “a mais sincera declaração de amor aos fiordes do oeste islandês” – como define o próprio autor.

 

Viagem em capítulos

O Litercultura tem direção geral de Manoela Leão e curadoria de Mário Hélio Gomes. A conferência de Valter Hugo Mãe faz parte da programação do Estação Volvo.

O festival literário prossegue e traz para o capítulo de outubro a participação do antropólogo e cantor de flamenco Manuel Lorente, reconhecido mundialmente por seu estilo original inspirado nos “cantes” e o violonista flamenco Raúl Mannola, pesquisador e professor do conservatório de Madri. Para o capítulo final, em novembro, o Litercultura contará igualmente com grandes nomes. Entre os confirmados, estão o escritor português Almeida Faria, José Castello, Antonio Skarmeta e Deyan Sudjic, diretor do Museu de Design de Londres e uma das figuras mais importantes da teoria da arquitetura na atualidade. Em breve, a direção do festival divulgará o programa completo do último capítulo, que promete encerrar o Litercultura 2014 com a mesma qualidade. 

 

 

Mais sobre Valter Hugo Mãe

Nascido em 1971, na Angola e radicado em Portugal, Valter Hugo Mãe é licenciado em Direito e pós-graduado em Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea. Publicou os romances: o nosso reinoo remorso de baltazar serapião, Prêmio José Saramago em 2007; O apocalipse dos trabalhadores;A máquina de fazer espanhóis, Grande Prêmio Portugal Telecom, categoria melhor livro do ano, e Prêmio Portugal Telecom, categoria melhor romance do ano, em 2012; O Filho de Mil Homens e A Desumanização.

A sua poesia encontra-se reunida no volume Contabilidade. Escreveu diversos livros ilustrados para os mais novos, entre os quais: Quatro TesourosO Rosto As mais belas coisas do mundo.

Escreve as crônicas Autobiografia imaginária, no Jornal de Letras, e Casa de papel, na revista de domingo do jornal Público. Todos em Portugal.

Outras informações sobre o autor podem ser encontradas no Facebook (Valter Hugo Mãe – Pag. Oficial) ou  site www.valterhugomae.com

 

 

Sobre o Litercultura

O Litercultura aconteceu pela primeira vez em 2013, em Curitiba. Trata-se de um festival de literatura com ênfase na leitura, não se limitando a ser uma festa ou uma feira. Pelos palcos do Litercultura passaram escritores, atores, músicos, tradutores, jornalistas e pessoas interessadas no ato de ler. Alberto Manguel, Ana Maria Machado, Chico César, Cristóvão Tezza, Gonçalo M. Tavares, Miguel Sanches Neto, Sílio Boccanera e vários outros estiveram celebrando com os melhores leitores, o público. Site: www.litercultura.com.br I Facebook: www.facebook.com/litercultura

 

Litercultura 2014 – Segundo capítulo

Conferência com Valter Hugo Mãe – Simplesmente Humano

Dia 7 de agosto de 2014

19h30

Capela Santa Maria – Rua Conselheiro Laurindo, 273 – Centro

Ingressos gratuitos esgotados.

Você pode gostar também