Cinemaskope

Enquete da Campanha Meu Voto Vale Mais da PUCPR mostra que metade dos participantes pretendem assistir ao horário eleitoral

2 de setembro de 2014

Tema da próxima pergunta é “Você acredita que os candidatos aproveitam o debate para apresentar as suas propostas?”

 

A primeira enquete realizada na Campanha da PUCPR Meu Voto Vale Mais contou com a participação de 932 pessoas que responderam a pergunta: “Você pretende assistir ao horário eleitoral para definir o seu voto?”. Destas, 496 pretendem assistir, o que corresponde a 53% do total, e 436 não, ou seja, 47% do total.

 

A próxima pergunta entrará ao ar nesta terça-feira (2) no site da Campanha, e ficará disponível nos totens interativos na mesma data das 11h às 14h e das 18h às 20h. O tema da enquete será: “Você acredita que os candidatos aproveitam o debate para apresentar as suas propostas?”.

 

Com objetivo de conscientizar os seus alunos, a PUCPR lançou a campanha no dia 19 de agosto. As ações seguem até a semana do primeiro turno das eleições. Entre as ações, uma enquete disponível no Câmpus por meio de totens interativos que vai levantar questões relacionadas às eleições. Para chamar a atenção do público, promotores incentivam a votação distribuindo balas em formato de dentadura. Outras ações fazem parte da campanha, entre elas, vídeos opinativos e de esclarecimento gravados por especialistas da Universidade.

 

O segundo vídeo publicado, traz a opinião da professora de Direito da PUCPR e especialista na área penal sobre a redução da maioridade penal. Ela diz que esta medida não reduziria a criminalidade. Confira o vídeo pelo link:https://www.youtube.com/watch?v=VEFpMvLwsiI

 

O primeiro vídeo, produzido para o canal mostra a opinião do geriatra e professor de Medicina da PUCPR, José Mário Tupiná Machado, que aborda a ausência de políticas públicas para os idosos.

 

A cada semana um novo tema será divulgado com o objetivo de levantar discussões entre os universitários por meio de uma plataforma online, além de despertar o interesse da imprensa.

 

Você pode gostar também