Cinemaskope

Dicas para evitar as doenças respiratórias que chegam com a primavera

2 de outubro de 2016

primavera

A primavera, estação marcada pelas flores e pelo clima seco, é também conhecida pelas doenças respiratórias.  O clima seco favorece o acúmulo de poluentes no ar e aumenta a presença de pólens, fatores que desencadeiam asma, bronquite, rinite e alergias em geral.

 

Para o médico Daniel Rispoli, otorrinolaringologista do Hospital Angelina Caron, com atitudes simples é possível evitar as doenças da estação. “Esta época é propícia à irritação das mucosas devido ao acumulo de polén e poluentes no ar. Os ambientes precisam ser ventilados. A alimentação equilibrada também é essencial, pois um sistema imunológico forte evita este tipo de complicações”, alerta.

 

Confira algumas dicas que podem ajudar a evitar as doenças respiratórias na primavera:

– Evite abrir as janelas no início da manhã e fim de tarde. É nesses períodos que o acúmulo de pólen é maior no ar;

– Mantenha a casa ou escritório sempre limpos e arejados e lave com maior frequência tapetes, mantas e cortinas. Troque as roupas de cama e toalhas semanalmente;

– Ao sair de casa, utilize óculos escuros sempre que possível. Os óculos evitam o contato de poluentes e pólen com os olhos;

– Para quem tem animais de estimação, o banho frequente é muito necessário. O pelo retém poeira, o que contribui para piorar ou desencadear alergias;

– Deixe o ambiente úmido, tornando o ar mais “limpo”, higienize o seu nariz com solução salina periodicamente;

– Faça consulta periódicas com o seu médico.

 

Sobre o Hospital Angelina Caron

O Hospital Angelina Caron está localizado na cidade de Campina Grande do Sul, na Grande Curitiba (PR). De caráter eminentemente social, o local é um centro médico-hospitalar de referência no Sul do País e um dos maiores parceiros do Sistema Único de Saúde (SUS) no Paraná. Recebe, anualmente, mais de 350 mil pacientes de todo o país, dos quais 95% pertencem ao SUS. Atua em todas as vertentes da medicina e é um centro tradicional de fomento ao ensino e à pesquisa.  O setor de transplantes é um dos mais destacados, reconhecido internacionalmente, com cerca de 250 procedimentos por ano nas áreas hepática, renal, reno-pancreática, cardíaca e de tecidos corneanos. Mais informações no sitehttp://www.hospitalangelinacaron.com.br/

 

Você pode gostar também