Cinemaskope

Curitibano é o primeiro brasileiro escolhido para estudar na Cate School, Califórnia, em 105 anos de instituição

10 de junho de 2015

Juan Gustavo Campos Magalhães

Aluno do ISC receberá bolsa integral, material didático, viagens e seguro-saúde

 

Há três anos, Juan Gustavo Campos Magalhães, 17, sonhava em ser jogador de futebol. Chegou a fazer testes para integrar times, mas quando foi selecionado como para receber uma bolsa como atleta no International School of Curitiba (ISC) não pensou duas vezes. “Nunca ouvi que alguém estudou muito e se deu mal a vida, mas já vi meninos pararem de estudar para jogar futebol e tiveram de desistir, ficando sem estudo e precisando trabalhar cedo”, diz o menino pé no chão. Hoje, o futebol nem é mais o foco principal de Juan, embora ele vá integrar a equipe de “Soccer” da Cate School — uma das Boarding Schools mais concorridas dos Estados Unidos —, instituição para a qual ele recebeu bolsa integral, que contempla cerca de 55 mil dólares para pagar todas as mensalidades, 900 dólares para a compra de material escolar, seguro-saúde e ainda duas viagens de ida e volta para o Brasil, por ano, para que ele possa visitar a família nas férias.

 

Filho de família humilde, com mãe cozinheira e pai açougueiro, Juan tem orgulho de suas raízes. “Desde quando cheguei ao ISC, fui muito bem recebido. Nunca tentei fingir ser algo que não era e tanto alunos quanto professores me acolheram, somos uma grande família. Até hoje me surpreendo com a humildade deles”, afirma o garoto, que fez todo o processo de aplicação para a vaga no exterior sozinho. O estudante pesquisou na internet sobre colégios dos Estados Unidos nos quais gostaria de estudar e pegou os e-mails de contato nos sites. O segundo passo foi enviar mensagens com vídeos jogando futebol e falando sobre o interesse em estudar nos Estados Unidos. Um desses e-mails chegou ao professor Peter Mack, treinador do time da Cate School. O treinador convidou Juan para fazer a aplicação para estudar no colégio — o sonho do aluno. Juan participou de longas entrevistas e testes, durante mais de um semestre, até ser escolhido.

 

“O e-mail de aprovação chegou às quatro horas da manhã, horário em que eu acordo para ir para o ISC. Respondi agradecendo, mas sem entender se eu teria a bolsa. Se não tivesse, ou mesmo se fosse parcial, eu não teria condições de ir”, afirma Juan. A apreensão, no entanto, acabou horas depois, quando o aluno chegou em casa, após as aulas daquele dia. “Quando cheguei, lá estava a carta de aprovação, me concedendo todos os benefícios necessários para que eu pudesse entrar. Foi uma sensação inexplicável”, contou o aprovado, que será o primeiro brasileiro a estudar na Cate School em 105 anos de instituição. Juan está entre os 68 escolhidos entre mais de 700 inscritos e foi o único que passou para o 13º ano. Ele também recebeu uma carta de parabéns do colégio, com a notícia de que ele havia sido o concorrente mais determinado de todo o processo seletivo.

 

Quanto a estudar longe da família, Juan ainda não sabe como vai ser. “Acho que ainda não caiu a ficha para eles. Meus pais ficaram muito felizes por mim, mas até compreenderem como vai ser mesmo, acho que só depois que eu for”, finaliza. O aluno começará a estudar na Califórnia no segundo semestre deste ano, quando se inicia o ano letivo americano.

 

Sobre o International School of Curitiba  Fundado em 1959, o International School of Curitiba (ISC) é o único colégio internacional do Paraná que oferece a combinação de diplomas Americano, Brasileiro e do Bacharelado Internacional. Através de seu programa verdadeiramente internacional, o ISC oferece aos seus alunos de educação infantil, ensino fundamental e ensino médio uma experiência educacional multicultural, proporcionada pelas mais de 25 diferentes nacionalidades representadas por sua comunidade. Para mais informações acesse www.iscbrazil.com ou entre em contato pelo telefone (41) 3525-7400.

Você pode gostar também